• Campo Grande, Domingo , 01 de Fevereiro - 2015
ed

Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Eduardo Cunha derrota governo e se elege presidente da Câmara. Mandetta é suplente

  • Laycer Tomaz/Agência Câmara

    Eduardo Cunha ao centro da Mesa faz seu primeiro discurso como presidente da Câmara


Comente ()
  • Compartilhe

O protesto de "Batman" no Congresso

  • Ed Ferreira/Estadão/Reprodução

    O protesto de "Batman" no Congresso
  • O protesto de "Batman" no Congresso

Comente ()
  • Compartilhe

Renan presidirá pela 4ª vez o Senado

  • Fotos Minervino Jr./Correio Braziliense e Agência Senado

    Renan presidirá pela 4ª vez o Senado

Comente ()
  • Compartilhe

Deputados aderem às "selfies" na Câmara

  • Deputados aderem às "selfies" na Câmara
  • Deputados aderem às "selfies" na Câmara

Comente ()
  • Compartilhe

Menos de uma mulher a cada dez deputados

  • Alexssandro Loyola especial para o www.MarcoEusebio.com.br

    Mulheres deputadas atrás da Mesa Diretora da Câmara: de 45 agora elas são 51


Comente ()
  • Compartilhe

Após 2 décadas, mulher de MS na Câmara

  • Fotos Alexssandro Loyola especial para o www.MarcoEusebio.com.br

    Após 2 décadas, mulher de MS na Câmara
  • Após 2 décadas, mulher de MS na Câmara

Comente ()
  • Compartilhe

Eleito presidente da Assembleia, Jr. Mochi convoca eleitor a participar e fiscalizar

  • Fotos Roberto Okamura/ALMS

    Mochi é cumprimentado por colegas e discursa pregando transparência


Postado por Marco Eusébio, 01 de fevereiro de 2015 às 13:15 - em: Principal

Sem surpresas, deputados estaduais tomaram posse hoje em Mato Grosso do Sul e elegeram a nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa em chapa de consenso com Júnior Mochi (PMDB) presidente, Onevan de Matos (PMDB) 1º vice, Grazielle Machado (PR) 2ª vice e Mara Caseiro (PTdoB) na 3ª vice presidência. Zé Teixeira (DEM) é o novo 1º secretário, com Cabo Almi (PT) 2º secretário e Felipe Orro (PDT) 3º secretário. Rinaldo Modesto (PSDB) é o líder do Governo Azambuja na Casa e Pedro Kemp (PT) líder da oposição.
 
Em seu discurso, o novo presidente destacou a excelência de saber combater sem guardar rancores olhando para a frente e convocou a população para que compareça à Assembleia, acompanhe e participe dos trabalhos e fiscalize os representantes que elegeu tanto para o Legislativo como para o Executivo. "Se votar é confiar, como vou depositar confiança ao outro sem conhecê-lo?", questionou Mochi, falando aos eleitores a quem prometeu investir na comunicação para dar transparência às atividades do Legislativo.“Vamos fortalecer o plano de comunicação para que a população possa conhecer o trabalho dos deputados, saber o posicionamento do seu deputado com os questionamentos da Casa”, disse.
 
Azambuja e André 
 
Citando Gabriel García Márquez, que um dia afirmou que "a gratidão está em nossos corações", Mochi explicou que entende assim a frase do famoso escritor: "A memória do coração elimina as más recordações e magnifica as boas, e graças a este artifício, conseguimos superar o passado”. Em seguida, emendou: "O sentimento de gratidão é algo que toma conta do corpo e neutraliza a inveja, a avareza, a hostilidade, o aborrecimento e a irritação trazendo a mente ao momento presente e ao valor da vida como ela é, simplesmente, maravilhosa!"
 
Dito isso, falou do novo governador, de quem muita esperava que fosse apoiar um grupo contrário à sua eleição, mas acabou colaborando para o consenso na chapa por meio de sua base aliada. Mochi agradeceu Reinaldo Azambuja (PSDB) "pela grandeza e hombridade de participar do jogo político sem, nunca, ferir a independência que há entre o Poder Legislativo e Executivo, demonstrando que está dedicado a relação harmônica entre os poderes".
 
Presidente estadual do PMDB, Mochi fez questão também de agradecer ao ex-governador André Puccinelli, principal lider político de seu partido, e a toda sua equipe: "Rendo fervoroso agradecimento pelo apoio, amizade, companheirismo e pela sua liderança, com especial dedicação e colaboração na construção da minha história política", disse o novo presidente da Assembleia.
 
Aos demais poderes, deixou as "portas abertas", com independência de cada um, na construção de um Mato Grosso do Sul melhor para todos. E convidou todas as instituições, sejam públicas ou privadas, a caminhar nesse sentido.
 
Por fim, Mochi citou o médico psiquiatra, filósofo e escritor ítalo-argentino José Ingenieros: 
 
“Em toda a luta por um ideal se tropeça em adversários e se criam inimizades; O líder não os ouve, tampouco se detém a contá-los; Segue seu caminho irredutível em sua fé e inabalável em sua ação, pois quem caminha em direção à luz não há de ver o que se passa nas sombras”. E concluiu: "Convoco a todos para, juntos, caminharmos rumo ao Mato Grosso do Sul à altura do seu povo!"
 

Comente ()
  • Compartilhe