Campo Grande, Segunda-Feira , 22 de Maio - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br
Vinícius Siqueira (DEM) protocolou pedido de afastamento do governador hoje na Assembleia

Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 12:30 - em: Principal

Em Campo Grande, o vereador Vinicius Siqueira (DEM) protocolou hoje na Assembleia Legislativa documento com mais de 300 páginas pedindo investigação e afastamento do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) do cargo, a quem acusa de "crime de responsabilidade contra o governo" com base nas delações de Joesley Batista que declarou à Lava Jato que a JBS, para obter benefícios fiscais em Mato Grosso do Sul, teria pago propina aos governadores desde a gestão de Zeca do PT, nos mandatos de André Puccinelli (PMDB) até o atual governo. Os ex-governadores e o atual negam as acusações do empresário e dizem que as investigações vão revelar a verdade.



Michel diz que foi 'ingênuo' ao ser usado por Joesley Batista em delação que beneficiou o empresário

Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 12:20 - em: Principal

Dizendo que renunciar seria uma "admissão de culpa", Michel Temer reafirma que não vai abdicar do cargo e desafiou opositores: "Se quiserem, me derrubem", diz em entrevista publicada hoje pela Folha de S.Paulo. O presidente afirma que não sabia que Joesley Batista era investigado quando recebeu o empresário em março, fora da agenda, no Jaburu. Na ocasião, Joesley usava um gravador escondido visando negociar seu acordo de delação premiada com a Lava Jato.
 
Questionado sobre sua eventual culpa, Temer responde: "Ingenuidade. Fui ingênuo ao receber uma pessoa naquele momento". Como a lei determina o registro do encontro na agenda, o presidente também reconhece que também falhou nesse ponto. Sobre o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, hoje deputado federal pelo PMDB-PR, flagrado com uma mala de dinheiro, Michel Temer diz que mantinha com ele "relação institucional". Afirma ainda que o apoio do PSDB durará até 31 de dezembro deste ano e que vai revelar força política na "votação de matérias importantes".
 
Na entrevista, Temer volta a criticar a forma como foi gravado e como os irmãos Joesley e Wesley Batista tiveram tratamento diferente de outros investigados. "Ele não teve uma informação privilegiada, ele produziu uma informação privilegiada. Ele sabia, empresário sagaz como é, que no momento em que ele entregasse a gravação, o dólar subiria e as ações de sua empresa cairiam. Ele comprou US$ 1 bilhão e vendeu as ações antes da queda."



Azambuja vai receber jornalistas hoje na Governadoria para falar sobre denúncias de Wesley Batista

Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 11:00 - em: Principal

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) convocou hoje a imprensa para falar sobre as declarações do empresário Wesley Batista, do JBS, que em delação à Lava Jato, denunciou suposto esquema de propina paga a governantes de Mato Grosso do Sul para obter benefícios fiscais iniciado na época de Zeca do PT, mantido na de André Puccinelli (PMDB) e chegado à sua gestão. A coletiva será a partir das 16h na Governadoria. Reinaldo tem afirmando concessões fiscais em sua gestão foram feitas visando atrair empresas e a geração de empregos.




Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 10:15 - em: Principal




Joesley Batista em depoimento na delação premiada que abalou a República

Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 09:00 - em: Principal


Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 08:12 - em: Principal


Aviso divulgado nas redes sociais pelo general Villas Boas: 'estrita observância aos ditames constitucionais'

Wesley e Joesley Batista, os donos da JBS beneficiários de delação que abala o Brasil

Postado por Marco Eusébio , 21 Maio 2017 às 11:15 - em: Principal

Diante do terremoto político causado pelas delações dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, o que é melhor para o Brasil? Opine (conectado ao Facebook) à direita na nova Enquete da Semana!




Postado por Marco Eusébio , 21 Maio 2017 às 11:00 - em: Principal

Na avaliação de 41 leitores na Enquete da Semana encerrada hoje sobre um ano de governo de Michel Temer (que agora balança) o resultado foi: Fora Temer! 16 votos (39.02%); Não é ideal, mas melhor que antes 12 (29.27%); O pior já passou 9 (21.95%); Não sei o que é crise 2 (4.88%) e A crise continua igual 2 (4.88%).



Postado por Marco Eusébio , 21 Maio 2017 às 10:00 - em: Principal

O Estado de S.Paulo - SP
"Temer ataca delator e pede que STF suspenda inquérito"
 
O Globo - RJ
"Temer muda estratégia, ataca dono da JBS e tenta parar inquérito"
 
A Gazeta - MT
"Condenado por matar esposa fica livre e mata ex-namorada"
 
Correio Braziliense - DF
"Temer ataca delator. STF vai periciar áudios"
 
Estado de Minas - MG
"Na ofensiva"
 
A Tarde - BA
"Corrupção encolhe postos de trabalho em construtoras"
 
Diário do Pará - PA
"Jatene recebeu R$ 600 mil da JBS em sua campanha"
 
Jornal do Commercio - PE
"Temer é alvo de denúncia e oposição pede impeachment"
 
 
REVISTAS
 
Veja
"Basta"
 
IstoÉ
"Quem disse que a Lava jato era só para o PT?"
 
Época
"O presidente acuado"
 
CartaCapital
"Diretas já!"