Campo Grande, Segunda-Feira , 19 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: pedro-kemp

No estaleiro: sem poder andar, Pedro Kemp se recupera em casa depois de operar o tornozelo após cair de seu pé de goiaba

Postado por Marco Eusébio , 23 Janeiro 2018 às 17:45 - em: Principal

O deputado Pedro Kemp (PT) fraturou o tornozelo e vai passar o restante do atual recesso parlamentar no estaleiro. Teve de enfrentar uma cirurgia na sexta-feira e, sem poder andar, se recupera desde sábado em sua casa em Campo Grande. O motivo, foi uma trepada frustrada em uma goiabeira.
 
– "Caí do pé de goiaba, no meu quintal" - contou Kemp ao Blog.
 
Sem poder ir à capital gaúcha torcer por Lula, o deputado petista vai acompanhar pela TV o julgamento do recurso do ex-presidente no TRF4. "Mas meu coração está em Porto Alegre", disse o bem humorado Kemp.



No estaleiro: sem poder andar, Pedro Kemp se recupera em casa depois de operar o tornozelo após cair de seu pé de goiaba

Postado por Marco Eusébio , 23 Janeiro 2018 às 16:44 - em: Papo de Arquibancada

O deputado Pedro Kemp (PT) fraturou o tornozelo e vai passar o restante do atual recesso parlamentar no estaleiro. Teve de enfrentar uma cirurgia na sexta-feira e, sem poder andar, se recupera desde sábado em sua casa em Campo Grande. O motivo, foi uma trepada frustrada em uma goiabeira.
 
– "Caí do pé de goiaba, no meu quintal" - contou Kemp ao Blog.
 
Sem poder ir à capital gaúcha torcer por Lula, o deputado petista vai acompanhar pela TV o julgamento do recurso do ex-presidente no TRF4. "Mas meu coração está em Porto Alegre", disse o bem humorado Kemp.



Decreto publicado em agosto após policiais civis acamparem em frente à Governadoria teve efeitos suspensos por Toffoli

Postado por Marco Eusébio , 28 Dezembro 2017 às 15:15 - em: Principal

O ministro Dias Toffoli, do Supremo, suspendeu o decreto do governador Reinaldo Azambuja, que proibia manifestações de pessoas no Parque dos Poderes, em Campo Grande, sem autorização prévia da Secretaria de Governo. O decreto foi publicado em agosto sob alegação de proteger o meio ambiente da mata nativa do parque, mas foi classificado como censura por sindicatos de servidores e por integrantes da oposição como o deputado petista Pedro Kemp (leia aqui) por causa do acampamento realizado no início do ano em frente à Governadoria comandado pelo Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS), o que levou a Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) a acionar o STF. Em sua decisão, tomada ontem, que ainda será avaliada pelo plenário do Supremo, Toffoli considerou que o decreto viola a Constituição, porque "atinge, de um modo geral, dois dos mais importantes postulados do Estado Democrático de Direito: a liberdade de expressão e o direito de reunião, caracterizado por ser o modo coletivo de exercer o direito à manifestação de pensamento".




Os petistas Grandão, Almi Kemp e Amarildo durante bate-boca contra moção de congratulações ao futuro ministro Marun
Proposta do deputado estadual Paulo Siufi de congratulação ao deputado federal Carlos Marun (ambos do PMDB) que tomará posse como ministro-chefe da Secretaria de Governo na quinta-feira em Brasília gerou hoje bate-boca de deputados peemedebistas e petistas na Assembleia Legislativa, em Campo Grande. 
 
Pedro Kemp (PT) usou o microfone de apartes para criticar Marun, afirmando que o deputado "presta um desserviço ao país", por trabalhar em favor do governo por "projetos que retiram direitos dos trabalhadores" e disse que sua atuação é "uma vergonha" para o estado. 
 
Eduardo Rocha (PMDB) rebateu, acusando Kemp de defender o "condenado" Lula. 
 
O petista retrucou chamando o governo Temer de "ilegítimo" e "golpista", apoiado pelos companheiros de bancada Amarildo Cruz, Cabo Almi e João Grandão. 
 
Depois do bafafá e gritos em plenário, o presidente da Casa Júnior Mochi (PMDB) acalmou os ânimos. A votação ficou para amanhã e, embora sem o voto dos petistas, tem apoio da maioria e deve ser aprovada. Veja o vídeo.



Deputados Kemp, Coronel David e Rinaldo durante a sessão de hoje da Assembleia Legislativa

Postado por Marco Eusébio , 26 Outubro 2017 às 16:15 - em: Principal

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) usou a tribuna da Assembleia hoje para criticar projeto do governo de Mato Grosso do Sul de criar em Campo Grande o Colégio Tirandentes, que seria gerido pela Secretaria Estadual de Educação e pela Polícia Militar visando o ensino, esporte e disciplina. "Militares gerindo as escolas é melhor assinar termo de incompetência. Tira aos policiais da rua, porque tem militar sobrando, e coloca os professores nela", disse o petista. O líder do governo na Assembleia, Rinaldo Modesto (PSDB), nega que o ensino será "militarizado". "Somos a favor da democracia. Não queremos militarizar nada", afirmou o tucano. (Com Midiamax)




Pedro Kemp (PT): 'líder do governo' de Azambuja por um dia na primeira e única sessão da semana na Assembleia

Postado por Marco Eusébio , 11 Outubro 2017 às 14:15 - em: Principal

Pouca gente percebeu... mas o deputado Pedro Kemp (PT) fez papel de "líder do governo" tucano de Reinaldo Azambuja ontem, ao pedir a inclusão de projeto do Executivo na ordem do dia da primeira e única sessão na Assembleia da semana de feriadão prolongado em MS que comemora seus 40 anos hoje e o feriado nacional da Padroeira do Brasil, amanhã. Por acordo dos líderes de bancadas o projeto foi aprovado em primeira votação, e reorganiza o Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência no Estado (Consep) e autoriza a eleição de seus novos conselheiros em novembro. 
 
Sobre a inusitada "liderança", bem-humorado, o oposicionista Kemp explicou aqui ao Blog: 
 
– "É que o líder do governo não estava presente e fui procurado pela presidente do conselho, que me pediu apoio explicando que esse projeto precisa passar pelas duas votações e ser sancionado pelo governador antes do final do mês, para regulamentar a eleição da próxima gestão no início de novembro."



Embora pretenda concorrer ao Senado, Zeca coloca seu nome junto com o de Damião e Kemp como opções para o governo

Postado por Marco Eusébio , 15 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

O PT vai lançar no dia 7 de outubro, em Campo Grande, três opções para disputar o governo de Mato Grosso do Sul em 2018 – o ex-governador Zeca, o deputado estadual Pedro Kemp e o ex-reitor da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) Damião Duque de Farias. O evento deverá contar com a presença da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann. Depois disso, serão realizados sete encontros regionais, para que um deles seja escolhido candidato. O anúncio foi feito pelo próprio deputado federal Zeca do PT, presidente estadual da sigla, ao jornal Correio do Estado.
 



Após manifestações contrárias, decreto normativo publicado hoje exclui veto a concentração de pessoas no Parque dos Poderes

Postado por Marco Eusébio , 31 Agosto 2017 às 13:00 - em: Principal

Diante de reações contrárias de sindicatos de servidores e de o deputado estadual Pedro Kemp (PT) propor reparo no texto e ameaçar acionar a Justiça (leia aqui) contra o decreto publicado ontem no Diário Oficial que vetava manifestações e protestos no Parque dos Poderes, sob argumento de preservar a área ambiental do centro político-administrativo de MS em Campo Grande, o governo recuou. Decreto normativo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) publicado hoje "revoga o inciso V do capt do art. 2º" do decreto anterior que proibia a "concentração de pessoas, eventos ou reuniões, independemente de sua finalidade, sem prévia autorização da Secretaria de Governo" no Parque dos Poderes.




Acampamento de policiais civis em frente a Governadoria seria um dos motivos do decreto classificado por Kemp como 'ditatorial'

Postado por Marco Eusébio , 30 Agosto 2017 às 12:20 - em: Principal

Gerou polêmica decreto publicado hoje pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que proíbe uso de aparelhos de som, apitos, queima de fogos, cartazes de propaganda e concentração de pessoas no Parque dos Poderes sem prévia autorização da Secretaria de Governo. A publicação diz que a medida visa "preservar o meio ambiente e a ordem e a segurança pública" na área de preservação ambiental onde estão sediados os três poderes estaduais em Campo Grande, mas sindicatos de servidores classificaram a proibição como censura aos protestos, como o acampamento realizado neste ano pelo Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS) em frente à Governadoria. O deputado estadual Pedro Kemp (PT) anunciou hoje na Assembleia que vai fazer um decreto legislativo para eliminar o trecho que proíbe aglomerações de pessoas sem autorização do governo. Se a proposta não for aprovada, Kemp promete acionar a Justiça contra a medida que classifica como "ditatorial".




Siufi, Kemp, Corrêa, Kayatt e Rocha: cada deputado indicou dois servidores para colaborar com trabalhos da CPI

Postado por Marco Eusébio , 29 Junho 2017 às 15:30 - em: Principal

Servidores da Assembleia escalados para ajudar nos trabalhos da CPI que apura denúncias da JBS sobre emissão de notas frias e pagamento de propinas a governantes para obter incentivos fiscais em Mato Grosso do Sul não vão receber por eventuais horas extras, que serão compensadas em um "banco de horas" para que o funcionário possa folgar na sequência. A proposta do deputado Eduardo Rocha (PMDB) foi aprovada ontem pelos demais deputados da comissão: Paulo Correa (PR) presidente, Flávio Kayatt (PSDB) relator, Paulo Siufi (PMDB) e Pedro Kemp (PT). Cada um deles indicou dois servidores para auxiliar os serviços.