Campo Grande, Segunda-Feira , 22 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: waldeli-dos-santos-rosa

Waldeli promete ajudar a campanha de André como coordenador em seis municípios de MS

Postado por Marco Eusébio , 16 Janeiro 2018 às 11:00 - em: Principal

"Plano B" do MDB para o governo de Mato Grosso do Sul, Waldeli dos Santos Rosa descartou as hipoteses de ser vice ou disputar cadeira no Senado nas eleições deste ano. "Estou no quarto mandato como prefeito. Meu interesse é no Executivo", disse ao jornal Correio do Estado o prefeito de Costa Rica. Como André Puccinelli se anunciou como pré-candidato do MDB, Waldeli disse ao jornal que vai atuar em apoio ao ex-governador como coordenador de campanha no interior.



Reportagem sobre crise das prefeituras exibida em 20 de dezembro no Jornal da Globo cita Costa Rica como exemplo de gestão

Postado por Marco Eusébio , 10 Janeiro 2018 às 16:30 - em: Principal

A propósito, embora André tenha anunciado que voltará a disputar o governo de MS, o Waldeli, "plano B" do MDB, parece que continua causando preocupação. Aliados e até adversários do prefeito ficaram com a "pulga atrás da orelha" ao ver que parte do noticiário regional, que ignorava Costa Rica, "descobriu" a cidade neste início ano com informes não muito simpáticos à sua gestão. Em contrapartida, como adversários do alcaide não têm influência na mídia nacional, a cidade voltou a ser citada no fim de dezembro pela TV Globo como exemplo de gestão em meio a milhares de prefeituras encrencadas em todo o Brasil (veja o vídeo aqui no Jornal da Globo). Consultado, o prefeito parece não se preocupar com as picuinhas. Disse ao Blog que, como não é candidato, vai aproveitar as férias do recesso para fazer um curso em SP na semana que vem.



Fora da disputa eleitoral, Waldeli pretende aproveitar as férias para fazer um curso em SP neste mês

Postado por Marco Eusébio , 04 Janeiro 2018 às 17:30 - em: Principal

A propósito. Embora André tenha anunciado que vai disputar o governo de MS neste ano, o Waldeli, citado como "plano B" do MDB, parece que continua causando preocupação. Aliados do prefeito e até adversários ficaram com a "pulga atrás da orelha" ao ver que parte do noticiário regional, que ignorava Costa Rica, "descobriu" a cidade neste início ano com informes não muito simpáticos à gestão municipal.  Consultado, o prefeito pareceu não se preocupar com o fato de estar sendo lembrado. Disse apenas que, como não é candidato, vai aproveitar as férias do recesso deste início de ano para fazer um curso em SP depois do dia 15 deste mês.




Fora da disputa eleitoral, Waldeli pretende aproveitar as férias para fazer um curso em SP neste mês

Postado por Marco Eusébio , 04 Janeiro 2018 às 17:30 - em: Principal

A propósito. Embora André tenha anunciado que vai disputar o governo de MS neste ano, o Waldeli, citado como "plano B" do MDB, parece que continua causando preocupação. Aliados do prefeito e até adversários ficaram com a "pulga atrás da orelha" ao ver que parte do noticiário regional, que ignorava Costa Rica, "descobriu" a cidade neste início ano com informes não muito simpáticos à gestão municipal.  Consultado, o prefeito pareceu não se preocupar com o fato de estar sendo lembrado. Disse apenas que, como não é candidato, vai aproveitar as férias do recesso deste início de ano para fazer um curso em SP depois do dia 15 deste mês.




Odilon iria para o segundo turno e enfrentaria André ou Azambuja, hoje tecnicamente empatados em segundo lugar

Se o primeiro turno fosse hoje, o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT) com 32,50% iria para o segundo turno da disputa pelo Governo de Mato Grosso do Sul e teria como adversários ou o ex-governador André Puccinelli (PMDB), com 24,58%, ou o atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB), com 23,17%, que aparecem tecnicamente empatados pela margem de erro de 2,05% para mais ou para menos. É o que diz pesquisa Ipems divulgada hoje pelo jornal Correio do Estado. O índice dos que pretendem anular ou votar em branco é de 11,64% e o de idecisos 3,88%.

Dos demais citados, Ricardo Ayache (PSB) tem 3,60%, Humberto Amaducci (PT) 0,42% e Cláudio Sertão (Podemos) 0,22%. Num segundo cenário, com o prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa como candidato do PMDB em vez de André, Odilon aparece com 36,56% e Azambuja com 32,37%, numa diferência de apenas 4,19 pontos próxima do limite da margem de erro de 4,10 pontos. Nesse caso, Waldeli lidera o bloco de trás com 4,83%, Ayache tem 3,83%, Amaducci 0,44% e Sertão 0,24%. Conforme o jornal, a pesquisa foi feita de 9 a 17 de dezembro nos 79 municípios de MS com 2.285 eleitores.




'Vamos mostrar o PMDB forte e unido' diz André, em vídeo, convidando correligionários para a convenção

Postado por Marco Eusébio , 01 Dezembro 2017 às 15:30 - em: Principal

Reforçando o discurso de candidatura própria ao Governo de Mato Grosso do Sul em 2018, lideranças do PMDB pretendem mostrar "união e força" depois da prisão temporária de seu principal líder, André Puccinelli, na convenção deste sábado em Campo Grande. Por causa do episódio, o ato que era previsto para 18 de novembro, foi adiado para amanhã e elegerá o ex-governador como presidente regional da sigla em chapa de consenso.
 
"Vamos ter candidato ao governo. Quem aposta o contrário, vai perder", disse hoje ao Blog o presidente municipal da sigla, Ulisses Rocha, frisando que o partido possui três nomes para a disputa: "O principal cotado continua sendo o André. Caso o ex-governador resolva não disputar, temos o Waldeli (dos Santos Rosa, prefeito de Costa Rica) que já assinou a ficha de filiação; e o presidente da Assembleia, Júnior Mochi".
 

Em vídeo postado em seu perfil no Facebook, André Puccinelli convida correligionários ao evento marcado para 8h na sede campestre da Associação Nipo-Brasileira em vídeo no Facebook (veja abaixo), Puccinelli afirma: "Vamos mostrar o PMDB forte e unido".




Alcides Bernal durante encontro com o prefeito Waldeli dos Santos Rosa, ontem, em Costa Rica

Postado por Marco Eusébio , 25 Novembro 2017 às 14:30 - em: Principal

Em Costa Rica, o prefeito Waldeli dos Santos Rosa recebeu a visita do e presidente regional do PP Alcides Bernal que o convidou ontem a se filiar ao seu partido para disputar a sucessão do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2018. "Agradeço ao ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, pela visita em nosso município e pelo convite para me filiar no partido" escreveu o anfitrião, ao postar a foto acima no Facebook. Embora grato, Waldeli confirmou ao Blog: vai se filiar no PMDB na convenção prevista para o próximo sábado em Campo Grande.




Caso André insista em não ser candidato, Waldeli, que vai se filiar na sigla na convenção, estará apto à disputa

Postado por Marco Eusébio , 16 Novembro 2017 às 18:30 - em: Principal

Seja qual for a decisão a ser tomada na convenção estadual do PMDB adiada para o primeiro sábado de dezembro, dia 2, o partido terá candidatura própria ao governo de Mato Grosso do Sul nas eleições de 2018, conforme integrantes da cúpula confidenciaram ao Blog. O principal nome continua sendo o de André Puccinelli, cotado a assumir a presidência na convenção e conduzir a sigla durante o pleito eleitoral. Caso o ex-governador (que hoje diante da insistência da imprensa lembrou já haver dito antes que não pretende ser candidato) resolva não se candidatar, o principal cotado deverá ser o prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa, que confirmou hoje  ao Blog que vai se filiar ao partido na convenção.




Waldeli recebeu a visita do juiz Odilon e ambos trocaram convites para supostas chapas majoritárias

Postado por Marco Eusébio , 13 Novembro 2017 às 18:00 - em: Principal

Dois dias antes de ser lançado pré-candidato ao governo de MS pelo PDT, Odilon de Oliveira visitou Costa Rica na quinta-feira e conversou com o prefeito Waldeli dos Santos Rosa. 
 
A viagem do magistrado gerou comentários nos bastidores políticos de Campo Grande de que ambos estariam se unindo nas eleições de 2018. 
 
De fato, a conversa existiu como mostra a foto acima. E foi bastante amistosa. Na ocasião, ambos "brincaram" de trocar convites. 
 
Waldeli (que vai para o PMDB e, caso André não seja candidato, está disposto a disputar o governo) convidou Odilon a disputar o Senado em sua chapa. 
 
De volta, ouviu convite semelhante, para ser vice na chapa a ser montada pelo PDT, feito pelo juiz federal aposentado.



Odilon foi convidado por Waldeli para disputar o Senado e convidou o prefeito para ser vice em sua chapa

Postado por Marco Eusébio , 13 Novembro 2017 às 16:00 - em: Principal

Dois dias antes de ser lançado pré-candidato ao governo de MS pelo PDT, Odilon de Oliveira visitou Costa Rica na quinta-feira e conversou com o prefeito Waldeli dos Santos Rosa. 
 
A viagem do magistrado gerou comentários nos bastidores políticos de Campo Grande de que ambos estariam se unindo nas eleições de 2018. 
 
De fato, a conversa existiu. Na ocasião, ambos "brincaram" de trocar convites. 
 
Waldeli (que vai para o PMDB e, caso André não seja candidato, está disposto a disputar o governo) convidou Odilon a disputar o Senado em sua chapa. 
 
De volta, ouviu convite semelhante, para ser vice na chapa a ser montada pelo PDT, feito pelo juiz.