Campo Grande, Quarta-Feira , 18 de Outubro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: rodrigo-maia

Temer e Maia: clima desagradável na semana em que a CCJ vai analisar relatório sobre denúncia contra o presidente

Postado por Marco Eusébio , 16 Outubro 2017 às 09:00 - em: Principal

A semana em que a CCJ da Câmara vai analisar o relatório da segunda denúncia contra Michel Temer, começa com uma crise entre o peemedebista e o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) por causa da divulgação dos vídeos da delação de Lúcio Funaro provocou. No governo, conforme o Estadão de S.Paulo, a divulgação do material no site da Câmara foi visto como ação de Maia para tentar constranger o Palácio e mostrar descolamento. O episódio levou Maia a chamar de "incompetente" o advogado do presidente, Eduardo Carnelós, por ter criticado os "vazamentos criminosos". Ontem, Carnelós recuou e divulgou nova nota (leia aqui) dizendo não sabia que os vídeos estavam no site da Câmara e que "jamais" imputou a Rodrigo Maia "a prática de ilegalidade, muito menos crime".




Vídeos da delação do doleiro Lúcio Funaro não foram vazados: estão divulgados no site da Câmara dos Deputados

Postado por Marco Eusébio , 15 Outubro 2017 às 16:15 - em: Principal

Um dia depois de classificar como "criminoso vazamento" a divulgação dos vídeos da delação do doleiro Lúcio Funaro – que não foram vazados, pois estão publicados desde o dia 29 de setembro no site oficial da Câmara (veja aqui) – o advogado Eduardo Pizarro Carnelós, que representa Michel Temer, enviou nota à imprensa neste domingo dizendo que desconhecia que a Câmara havia divulgado os vídeos, conforme informou ontem a TV Globo, e frisando que jamais pretendeu imputar ao presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), "a prática de ilegalidade, muito menos crime". Carnelós, entretanto, reitera "que a divulgação daqueles vídeos pela imprensa causa prejuízos ao Presidente da República". "Não se pode admitir o uso da palavra do confesso criminoso para influenciar os membros da Câmara, que votarão na CCJC o muito bem fundamentado parecer do deputado Bonifácio de Andrada, cuja conclusão é pela rejeição à solicitação de autorização para processar o presidente Temer".
 
Leia a íntegra da nota enviada hoje ao Blog:
 
"NOTA DE ESCLARECIMENTO
 
Tendo em vista as especulações surgidas após a divulgação de minha nota ontem, esclareço que:
 
1. No dia 25 de setembro deste ano, requeremos ao Ministro Fachin acesso aos autos do inquérito 4327, bem  como a todos os anexos que o compõem, inclusive delação de Lúcio Funaro e os termos de declarações que a integram. S. Ex.ª deferiu nosso pedido, mas limitou o acesso à delação à parte dela que dissesse respeito ao Presidente da República.
 
2. Quando divulguei nota ontem, referindo-me a vazamento que qualifiquei como criminoso, eu desconhecia que os vídeos com os depoimentos de Funaro estavam disponíveis na página da Câmara dos Deputados. Aliás, considerando os termos da decisão do Ministro Fachin, eu não poderia supor que os vídeos tivessem sido tornados públicos. Somente fiquei sabendo disso por meio de matéria televisiva levada ao ar ontem.
 
3. Jamais pretendi imputar ao Presidente da Câmara dos Deputados a prática de ilegalidade, muito menos crime, e hoje constatei que o ofício encaminhado a S. Ex.ª pela Presidente do STF, com cópia da denúncia e dos anexos que a acompanham, indicou serem sigilosos apenas autos de um dos anexos, sem se referir aos depoimentos do delator, que também deveriam ser tratados como sigilosos, segundo o entendimento do Ministro Fachin, em consonância com o que tem decidido o Supremo Tribunal.
 
4. Reitero que a divulgação daqueles vídeos pela imprensa causa prejuízos ao Presidente da República. Não se pode admitir o uso da palavra do confesso criminoso para influenciar os membros da Câmara, que votarão na CCJC o muito bem fundamentado parecer do deputado Bonifácio de Andrada, cuja conclusão é pela rejeição à solicitação de autorização para processar o presidente Temer.
 
Eduardo Pizarro Carnelós"



Eunício, Cármen Lúcia, Temer, Raquel e Maia: só elas não são alvos de investigações da própria PGR

Postado por Marco Eusébio , 18 Setembro 2017 às 15:45 - em: Principal

A composição da mesa da solenidade da posse da nova procuradora-geral da República Raquel Dodge hoje pela manhã mostrou uma cena inusitada: a maioria dos cinco integrantes – o presidente da República Michel Temer e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia; e do Senado, Eucínio Oliveira – são alvos de pedidos de investigação da própria PGR ao Supremo. Só Raquel e a presidente do STF Cármen Lúcia não estão entre os alvos.




Michel Temer levará na comitiva rumo à China, além de ministros, Carlos Marun e outros deputados aliados

Postado por Marco Eusébio , 28 Agosto 2017 às 15:40 - em: Principal

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) embarca no avião presidencial rumo à China nesta terça-feira. É um dos integrantes da comitiva do presidente Michel Temer que vai participar da reunião da cúpula dos Brics, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. A 9ª cúpula do bloco será realizada entre os dias 3 e 5 de setembro, na cidade chinesa de Xiamen. O retorno de Temer é previsto para o dia 6 de setembro. Até lá, Rodrigo Maia (DEM-RJ), primeiro na linha de sucessão, será o presidente interino do Brasil. E como o primeiro-vice da Câmara dos Deputados também vai na comitiva, quem vai comandar a Casa aos 28 anos, em seu primeiro mandato, é o segundo vice-presidente, o jovem maranhense André Fufuca (PP).




Em meio à disputa de Temer e Maia, Tereza Cristina disse à Globo ontem que tem conversado com os dois

Postado por Marco Eusébio , 19 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

Para evitar que deputados federais do PSB insatisfeitos com o partido mudem para o DEM e fortaleçam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), primeiro na linha de sua sucessão, Michel Temer está pessoalmente convidando os parlamentares para migrarem para o PMDB. E como líder do PSB na Câmara, a deputada Tereza Cristina (MS) virou o principal alvo dois dois nessa disputa. 
 
Tereza recebeu Michel Temer ontem para um café da manhã, em Brasília, acompanhada dos deputados Danilo Forte (PSB-CE) e Fábio Garcia (PSB-MT) e do ministro Fernando Bezerra Coelho Filho (Minas e Energia). Ela também tem conversado com Maia.
 
São pelo menos 10 deputados do PSB que apoiam as reformas do governo, o que gerou um racha na sigla, que faz oposição ao Planalto. Após receber Temer, Teresa disse ao G1-DF que a conversa foi "comprida e tranquila" e relatou que houve um convite para o grupo ir para o PMDB. 
 



No Twitter, Rodrigo Maia avisou no início da madrugada de hoje que a 'Câmara não aceitar nenhuma mudança na lei'

Postado por Marco Eusébio , 12 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

Após o Senado aprovar a matéria na noite anterior, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), escreveu no Twitter que não vai aceitar mudanças na reforma trabalhista, conforme acordo feito por Michel Temer com senadores da base aliada. Para evitar que os senadores alterassem o texto, o que obrigaria a matéria voltar para apreciação da Câmara onde já havia sido aprovada, Temer prometeu promover ajustes no texto por meio de uma medida provisória. No Twitter, Maia compartilhou matéria do G1 sobre aprovação da reforma no Senado e escreveu: "A Câmara não aceitará nenhuma mudança na lei. Qualquer MP não será reconhecida pela Casa."




Rodrigo Maia nasceu em Santiago quando o pai vivia no exílio, mas não é chileno: foi registrado no Consulado do Brasil

Postado por Marco Eusébio , 11 Julho 2017 às 18:15 - em: Principal

"Interlocutores do Palácio do Planalto têm espalhado que, caso Temer caia, o Brasil terá seu primeiro presidente nascido fora do país. Isso porque Rodrigo Maia nasceu em Santiago, no Chile, em 1970, quando seu pai, Cesar Maia, vivia no exílio. Maia, no entanto, não é chileno. Ele foi registrado no consulado do Brasil em Santiago." (Do blog Radar da Veja)




Cunha mandou dizer ao sucessor Rodrigo Maia que ele 'também será lembrado' na delação premiada, diz a Veja

Postado por Marco Eusébio , 08 Julho 2017 às 11:00 - em: Principal

Além de agravar ainda mais a situação de Michel Temer e ampliar as chances de a Câmara autorizar o Supremo a abrir processo contra ele, solicitado por Rodrigo Janot, a delação premiada de Eduardo Cunha também deve atingir o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, principal cotado a assumir a Presidência da República caso o peemedebista seja afastado do cargo. A revista Veja que chega às bancas neste sábado diz que pessoas ligadas a Cunha informaram que, da prisão em Curitiba, o ex-deputado mandou um recado para Maia: "Avisa que ele também será lembrado". Conforme a revista, Maia é citado na delação como intermediário de interesses empresariais na máquina pública e destinatário de recursos de origem ilícita. "Rodrigo Maia entrou para o caderno de inimigos de Eduardo Cunha durante o processo que resultou na cassação do peedemebista – ele considerou que o colega nada fez para ajudá-lo", diz a Veja.




Rodrigo Maia, pelo que se lê, fica cada vez mais próximo de substituir Michel Temer no Planalto e pode ficar até 2020

Postado por Marco Eusébio , 07 Julho 2017 às 13:30 - em: Principal

Da resenha do site Migalhas jurídicas...

"Por tudo que se lê, nos próximos dias teremos Rodrigo Maia como presidente do país. Michel Temer deverá ser afastado por 180 dias pela Câmara, que autorizará o processamento da denúncia, se não nesta primeira, na próxima, certamente. A saída, aliás, é negociada pelo próprio presidente Temer, que sabe que não aguenta sucessivas denúncias, e que antevê nas delações de Funaro, Cunha e Loures a pá de cal no sonho presidencial.
 
Cenário - II
 
A questão toda cinge-se ao foro privilegiado. De maneira que, neste interregno de seis meses, espera-se aprovar lei que dê o foro privilegiado aos ex-presidentes, mantendo o julgamento de Temer longe das mãos de Moro, Bretas ou Vallisley.
 
Cenário - III
 
Se se quer mais previsões, diríamos que Rodrigo Maia deverá ser eleito pelos pares para ficar até o fim do mandato. Depois disso, haverá uma reforma política profunda e, para que isso se dê, haverá a prorrogação dos mandatos até 2020, quando então as eleições nacionais, estaduais e municipais estarão unificadas. 
 
Quem viver, verá."



Maia e a ligação com o poder: 'ideologia' que pode unir os opostos democratas e comunistas

Postado por Marco Eusébio , 02 Junho 2017 às 13:45 - em: Principal

"Orlando Silva, Andrés Sanchez e Vicente Candido são os três deputados que estão representando a esquerda nas conversas para construir uma candidatura de Rodrigo Maia com Aldo Rebelo como vice. A propósito, a união do DEM com o PCdoB diz muito sobre a política brasileira". (Do blog do Lauro Jardim em O Globo)