Campo Grande, Quinta-Feira , 17 de Agosto - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: michel-temer

Por ofício, presidente do PMDB Romero Jucá comunica ao TSE a suspensão dos deputados 'rebeldes'

Postado por Marco Eusébio , 10 Agosto 2017 às 19:00 - em: Principal

O PMDB resolveu punir com suspensão das atividades partidárias por 60 dias seis deputados que votaram contra Michel Temer na Câmara, que acabou barrando o pedindo de investigação do presidente no Supremo. Conforme cópia do ofício assinado pelo senador e presidente nacional da sigla, Romero Jucá, encaminhado ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, divulgada pelo blog O Antagonista, são seis deputados suspensos: Sérgio Zveiter, Jarbas Vasconcelos, Veneziano Vital do Rego, Celso Pansera, Laura Carneiro e Vitor Valim.




Fachin arquivou inquérito contra o presidente e negou pedido da PF para incluir Temer na investigação do 'quadrilhão'

Postado por Marco Eusébio , 10 Agosto 2017 às 18:30 - em: Principal

A propósito, além de suspender a investigação sobre Michel Temer até o fim do mandato presidencial, depois de a Câmara rejeitar o prosseguimento da denúncia de corrupção passiva feita pela PGR com base nas delações da JBS, o ministro Edson Fachin, do Supremo, também negou hoje o pedido da Polícia Federal para incluir Temer no inquérito do "quadrilhão", que apura se integrantes do PMDB da Câmara cometeram crime de organização criminosa. "Fachin considerou a medida 'desnecessária', pois Temer já é investigado por organização criminosa no inquérito decorrente da delação da JBS", diz o blog O Antagonista.




Decisão de congelar salários de servidores foi tomada em reunião de Michel Temer com equipe econômica

Postado por Marco Eusébio , 10 Agosto 2017 às 14:00 - em: Principal

O governo vai congelar por um ano o reajuste dos servidores federais. A decisão, conforme o blog do jornalista Lauro Jardim em O Globo, foi tomada na longa reunião de ontem de Michel Temer e sua equipe econômica quando ficou também definido o anúncio da nova meta fiscal. "Portanto, previsto para janeiro, o aumento só será dado em janeiro de 2019 – se, claro, Temer não voltar atrás no que foi definido na reunião", diz Jardim. Entre as categorias afetadas, auditores da Receita e do Trabalho, diplomatas e médicos peritos da Previdência. A economia prevista é de R$ 11 bilhões no ano. "A ideia de não dar o reajuste já vinha estudada pela equipe econômica desde o mês passado", acrescenta.




Após defesa de Temer pedir ao STF que tire Janot das investigações, Raquel fez visita noturna ao presidente

Postado por Marco Eusébio , 09 Agosto 2017 às 13:15 - em: Principal

Por falar em Raquel Dodge, está dando o que falar hoje na imprensa a visita "fora da agenda" da futura procuradora-geral a Michel Temer no Palácio do Jaburu por volta das 22h (DF) da noite anterior, no dia em que a defesa do presidente pediu ao Supremo a suspeição do atual procurador-geral Rodrigo Janot sobre investigações relacionadas a ele, usando a velha tática de se defender atacando. Com a repercussão, Raquel disse hoje aos jornais que foi conversar com Temer, que a indicou para o cargo, sobre a data e horário de sua posse na PGR, já que o presidente vai para os EUA no dia 18 de setembro participar de assembleia da ONU. Então... tá, então!




Defesa de Michel Temer alega, no pedido ao Supremo, que Rodrigo Janot estaria se pautando por questão 'pessoal'

Postado por Marco Eusébio , 08 Agosto 2017 às 18:00 - em: Principal

Alegando que o procurador-geral da República estaria pautando sua atuação por questão "pessoal", a defesa de Michel Temer pediu hoje ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal, suspeição de Rodrigo Janot para que ele seja afastado do inquérito que investiga o presidente da República. No documento, o advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, que representa Temer, diz que já se tornou "público e notório" que Janot "vem extrapolando em muito os seus limites constitucionais e legais inerentes ao cargo que ocupa". (Com G1)




Quem gostou do fim da contribuição sindical com a reforma trabalhista de Temer deve ir preparando os bolsos

Postado por Marco Eusébio , 08 Agosto 2017 às 11:45 - em: Principal

A reforma trabalhista vai entrar em vigor em novembro e o trabalhador deixará de ser obrigado a pagar 4,5% de um salário por ano para a contribuição sindical. Mas pode ser obrigado a pagar mais aos sindicatos. O índice da nova "contribuição por negociação coletiva" que o governo de Michel Temer cogita criar por Medida Provisória deve ser decidida em assembleia pelos sindicatos, diz a manchete de hoje do jornal O Globo. A União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Força Sindical defendem de 6% a 13% de um salário mensal por ano, ideia apoiada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), informa o jornal. Juntas, essas centrais representam 51,8% dos sindicalizados.



Vander foi o que mais conseguiu liberação de verbas para MS nos últimos dois meses, seguido pelo tio Zeca do PT

Postado por Marco Eusébio , 07 Agosto 2017 às 12:00 - em: Principal

Votar em favor de Michel Temer na Câmara não foi vantagem para os deputados de Mato Grosso do Sul, pelo menos até agora. Em junho e julho, o governo federal liberou R$ 46,944 milhões para MS pela bancada federal. R$ 28,683 milhões por meio dos quatro que votaram para que o presidente fosse investigado por corrupção passiva: os petistas Vander Loubet e Zeca; Dagoberto Nogueira (PDT) e Mandetta (DEM). Foram R$ 10 milhões a mais do que os R$ 18,260 milhões liberados por meio dos quatro que votaram em favor de Temer: Carlos Marun e Geraldo Resende (ambos do PMDB), Tereza Cristina (PSB) e Elizeu Dionízio (PSDB). Quem mais conseguiu liberar verbas foi Vander, com R$ 9,195 milhões, seguido do tio Zeca, com R$ 7,197 milhões. Dos apoiadores de Temer, Tereza liderou com R$ 6,274 milhões, deixando em segundo lugar o ferrenho defensor do presidente, Marun, com R$ 5,874 milhões. O levamento foi divulgado na edição de hoje do jornal Correio do Estado, com base com base no site do Congresso.



Cantor tecnobrega, compositor, apresentador de TV e radialista, Wlad já elogiou Dilma e apoio Cunha mas votou contra eles

Postado por Marco Eusébio , 06 Agosto 2017 às 12:30 - em: Principal

No quarto mandato como deputado federal pelo Pará, Wladimir Costa ficou conhecido no noticiário nacional nos últimos dias por tatuar o nome Temer no ombro, ser flagrado pedindo "nudes" no celular na Câmara durante a votação que barrou a denúncia contra o presidente e ser acusado de assédio por uma jornalista. De cantor tecnobrega, compositor, apresentador de TV e radialista no Pará, o Wlad, como gosta de ser chamado, já mudou muitas vezes, informa neste domingo o jornal Estado de Minas: 
 
– Na campanha de 2012 elogiou a então presidente Dilma pela construção de casas no Pará e cinco anos depois votou pelo impeachment dela, estourando um lança-confetes em cena bizarra no plenário. 
 
– Critica os deladores da JBS por denunciar Temer, mas recebeu RS 200 do grupo para sua campanha em 2014 conforme declaração ao TSE. 
 
– Foi ferrenho defensor do então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, no ano passado, mas surpreendeu a todos, e ao próprio Cunha, votando pela cassação do peemedebista. 
 
– Nas três últimas legislaturas, foi um dos campeões de faltas nas sessões deliberativas e está sendo alvo de ação no Supremo acusado por Rodrigo Janot de embolsar dinheiro do salário de servidores de seu gabinete. 
 
Criticado por apoiar Temer e pelas suas performances que têm chamado a atenção da mídia, Wlad parece não se preocupar. Recentemente, rebateu as criticas escrevendo nas redes sociais: "Falem bem, falem mal, mas falem de mim. Quem não é visto, não é lembrado. Os comentários só me rendem visibilidade nacional e até internacional". 
 
Leia mais aqui no Estado de Minas e veja abaixo o vídeo com as 'performanes do Wlad' postado pelo jornal no YouTube.
 




Votação que acabou barrando a denúncia contra Temer na Câmara fez baixar audiência da Globo

Postado por Marco Eusébio , 04 Agosto 2017 às 11:45 - em: Principal

A audiência da TV Globo, comparada aos dias anteriores no mesmo horário, caiu cerca de 12% durante a transmissão ao vivo da sessão da Câmara que barrou a denúncia contra Michel Temer.  “Não é um número pequeno para um assunto tão árido. Mas mostra o desinteresse, pelo tema, de boa parte da população" disse o Ancelmo Gois ao divulgar a queda em blog no O Globo.




No Twitter, o general Villas Boas fala sobre os cortes de gastos impostos ao Exército Brasileiro e avisa: 'há limites'

Postado por Marco Eusébio , 03 Agosto 2017 às 18:30 - em: Principal

Enquanto o governo de Michel Temer não limita gastos para manter deputados "aliado$" no Congresso para se manter no poder como ontem (leia aqui), os cortes no orçamento não está agradando nem um pouco a caserna. Neste dia seguinte à vitória de Temer na Câmara, o comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Boas avisou que "há limites". Em seu perfil oficial no Twitter, o @Gen_VillasBoas escreveu:
 
– "Conduzo seguidas reuniões sobre a gestão dos cortes orçamentários impostos ao @exercitooficial. Fazemos nosso dever de casa, mas há limites."