Campo Grande, Segunda-Feira , 22 de Maio - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: michel-temer

FHC, Lula e Temer querem 'salvar' PSDB, PT e PMDB no naufrágio em 2018 diz Folha

Postado por Marco Eusébio , 13 Abril 2017 às 19:00 - em: Principal

Emissários do presidente Michel Temer (PMDB) e dos ex-presidentes Lula (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) estariam negociando um "pacto" para garantir a sobrevivência política dos três partidos nas eleições de 2018. O acordo começou a ser costurado em novembro. O grupo avalia que a Lava Jato quer eliminar a classe política e "abrir espaço para um novo projeto de poder, capitaneado por aqueles que comandam a investigação". Os principais emissários nessas conversas seriam o ministro Gilmar Mendes (STF) e o ex-integrante da Corte, Nelson Jobim, que já almoçou com Temer e FHC e marcou encontro com Lula para breve. Temer, Lula e FHC foram citados nas delações da Odebrecht por recebimento de recursos ilegais. Os três acreditam que eleições conturbadas no ano que vem podem favorecer candidatos "aventureiros". O acordo incluiria manter Temer no poder até o fim de 2018 e a participação de Lula nas eleições. As informações são da Folha de S.Paulo.



Michel Temer em entrevista à Band: Dilma caiu porque PT rejeitou apoio a Cunha

Postado por Marco Eusébio , 17 Abril 2017 às 12:00 - em: Principal

Michel Temer admitiu em entrevista à Band neste fim de semana que Eduardo Cunha decidiu abrir o processo de impeachment de Dilma, após os petistas quebrarem um acordo para livrá-lo do conselho de ética da Câmara quando era presidente da Casa. "Veja que coisa curiosa: se o PT tivesse votado nele [Eduardo Cunha] naquela comissão de ética, é muito provável que a senhora presidente continuasse", disse Temer. O ex-ministro Eduardo Cardozo, advogado defesa da ex-presidente, dise ao site UOL que nesta segunda-feira vai pedir ao Supremo para incluir a entrevista de Temer nos autos do mandado de segurança em que contesta a legalidade do impeachment. Para Cardozo, a fala do atual presidente é uma "confissão" e uma "prova de que Cunha abriu o processo por vingança". Veja aqui em vídeo.



Em vídeo, Zeca comemorou derrota do 'governo golpista'

Postado por Marco Eusébio , 18 Abril 2017 às 20:45 - em: Principal

O governo Michel Temer sofreu uma derrota na Câmara na noite anterior ao tentar aprovar requerimento de urgência para votar ainda hoje ou no mais tardar na quarta-feira a reforma trabalhista. O pedido de urgência precisava de 257 votos favoráveis para ser aprovado, mas recebeu 230. Com isso, o prazo para emendas está mantido para até a semana que vem. Em vídeo gravado na Câmara e postado no Facebook (veja aqui), o deputado Zeca do PT comemorou. "Uma orquestrada ação dos partidos de oposição, mais parte da bancada de sustentação do governo golpista do Temer, que começa cada vez mais perder espaço nesta Casa, derrotamos o requerimento de urgência. E joga para um futuro incerto a tentativa deles de fazer a reforma trabalhista, como pretendem fazer a reforma previdenciária", afirmou o petista.




Temer na Band: entrevistas devem ser mais constantes

Postado por Marco Eusébio , 19 Abril 2017 às 12:15 - em: Principal

Por Lauro Jardim no blog Radar da Veja:
 
"Michel Temer tem sido aconselhado a se expor, dar entrevistas para a TV aberta, como fez no sábado, na Band. Tem ouvido de seus assessores que é hora de botar a cara para fora para não ser engolido pela boca grande dos delatores da Odebrecht."
 



Sessão extraordinária da Câmara hoje: vitória de Temer

Postado por Marco Eusébio , 19 Abril 2017 às 19:15 - em: Principal

Um dia depois de conseguir apenas 230 dos 257 votos necessários dos deputados federais e amargar uma derrota na Câmara (leia aqui), o governo de Michel Temer virou o jogo. Foi aprovado neste início de noite com 287 votos a favor e 144 contra no plenário da Casa o requerimento para votar o projeto da reforma trabalhista. Embora tenha demonstrado força de articulação com a vitória, há um acordo dos parlamentares para que a matéria seja votada na comissão e só depois vá para o plenário. A previsão é que as votações aconteçam na semana que vem. (Colaborou Clodoado Silva, de Brasília)



Michel Temer disse que não há mais espaço para concessões

Postado por Marco Eusébio , 24 Abril 2017 às 10:15 - em: Principal

Diante de pressões para manter benefícios a servidores públicos, Michel Temer convocou líderes da base aliada e ministros ao Palácio do Jaburu neste fim de semana para dar um basta a novas concessões na reforma da Previdência e cobrou empenho máximo para aprovar a proposta sem novos atrasos. "Não há espaço para concessão", disse o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). O ministro Moreira Franco alertou que a reforma é necessária "para evitar que a União se transforme em um Rio de Janeiro".



Tereza, líder do PSB que decidiu ficar contra as reformas de Temer

Postado por Marco Eusébio , 25 Abril 2017 às 09:00 - em: Principal

Quinto maior partido da base aliada de Michel Temer, o PSB, em votação de sua executiva nacional na noite anterior, decidiu ficar contra as reformas trabalhista e da Previdência. A reforma trabalhista será votada hoje na comissão especial e amanhã no plenário da Câmara. Liderada por Tereza Cristina (MS), a bancada do PSB na Casa tem 35 deputados. Se deixar a base do governo, esta ficará com 376 parlamentares. Para aprovar as reformas, são necessários 308 votos. Temer tentará impedir a fuga de outras siglas como o PTB e PPS.
 



Contrato de publicidade do BB é de R$ 500 milhões por ano

Postado por Marco Eusébio , 25 Abril 2017 às 10:15 - em: Principal


Siufi durante discurso na Assembleia: duras críticas ao ministro engenheiro da Saúde

Postado por Marco Eusébio , 27 Abril 2017 às 10:20 - em: Principal

Embora do mesmo partido do presidente, o deputado estadual Paulo Siufi (PMDB) não poupou críticas ao ministro da Saúde do governo de Michel Temer, Ricardo Barros, pelo fechamento das farmácias populares criadas no Governo Lula, decisão que, afirmou, vai colocar em perigo a população mais carente em todo o Brasil.
 
Da tribuna da Assembleia, Siufi, que é médico, disse ter ficado surpreso em saber que o ministro é engenheiro civil, afirmou que ele não entende nada de saúde e está colocando "a população mais carente a perigo". "Se ele fosse médico", disse o pediatra, "eu ia acionar o Conselho Federal de Medicina" para que "enxergasse a maldade que fez e reabrir as farmácias populares".
 
Siufi também criticou o fato de o ministro ter dito em evento no Paraná, no ano passado, que "prefere médicos cubanos do que farmacêuticos ou benzedeiras atuando em locais de difícil acesso no País". Para ele, o engenheiro, além de falar sobre o que não entende, desrespeitou os farmacêuticos, categoria essencial à saúde como os demais profissionais do setor.
 
O Programa Farmácia Popular foi lançado em 2004, no primeiro mandato de Lula, para oferecer 112 medicamentos gratuitos ou com até 90% de desconto do valor de mercado. "A farmácia popular salvou muitas vidas no Brasil e é uma pena que o ministro tenha fechado em todo o país, porque ela atendia sim, quem mais precisava", afirmou Siufi.
 
No fim de março deste ano, o governo Temer anunciou que não vai mais financiar as unidades do Farmácia Popular a partir de maio. Caso os municípios optem pela manutenção das unidades, deverão arcar com os custos a partir do mês que vem, o que significa o fechamento da maioria.



Centrais sindicais comandam movimento contra reformas de Temer

Postado por Marco Eusébio , 28 Abril 2017 às 09:00 - em: Principal

Centrais sindicais adversárias como CUT e a Força Sindical e seus seguidores se unem nesta sexta-feira em protestos programados para todo o Brasil contra as reformas trabalhista e da Previdência de Michel Temer. Governistas como o deputado Elizeu Dionízio (PSDB-MS) afirmam que o alvo dessas ações, na verdade, não é defender o trabalhador, mas sim a própria sobrevivência dessas entidades em risco de extinção com o fim da contribuição sindical obrigatória, que passará a ser opcional conforme prevê a reforma trabalhista. A queda-de-braço promete. Quem tem bom senso e não pertence qualquer uma dessas castas, torce para que o Brasil saia vencedor.