Campo Grande, Terça-Feira , 12 de Dezembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: mato-grosso

Pedro Taques, Tião Viana, Evo Morales, Reinaldo Azambuja e Confúcio Moura posam para foto após reunião hoje em Brasília

Postado por Marco Eusébio , 05 Dezembro 2017 às 14:20 - em: Principal

Mato Grosso do Sul deve ampliar, a partir do início de 2018, a compra direta do gás natural boliviano dos atuais 600 mil m³ por dia para 2 milhões de m³/dia, para a termelétrica que está sendo implantada na divisa de Corumbá e Ladário. O acordo foi definido hoje pelo governador Reinaldo Azambuja, em reunião com Evo Morales, em Brasília, onde o presidente da Bolívia faz nesta terça-feira visita oficial a Michel Temer. Participaram do encontro os governadores Pedro Taques (MT), Confúcio Moura (RO) e Tião Viana (AC), estados que também fazem fronteira com a Bolívia e têm interesse no gás. O acordo será oficializado em Puerto Ustarez (Beni), no dia 30 de janeiro. "Vamos firmar o memorando de entendimento, que vai ter aval do governo federal, e com isso o estado ganha uma fonte de energia competitiva para atrair novos investimentos", disse Azambuja. "O Governo do Estado repassará o gás à iniciativa privada, sem onerar os cofres públicos e gerando receita com a venda e a arrecadação (12%) do ICMS", emendou.




Assembleia de Mato Grosso publicou resolução com 'força de alvará de soltura' para livrar Gilmar Fabris da prisão

Postado por Marco Eusébio , 27 Outubro 2017 às 18:18 - em: Papo de Arquibancada

A decisão do Supremo dar ao Senado a prerrogativa de liberar Aécio Neves das medidas cautelares aplicadas pela própria Corte, está levando legislativos estaduais a liberar seus parlamentares de punições judiciais e até expedir "alvará de soltura". É o caso da resolução nº 5.221/17 da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, publicada na terça-feira (24), que "dispõe sobre a revogação da prisão preventiva e todas as medidas cautelares impostas ao Deputado Estadual Gilmar Donizete Fabris". O artigo 2º da resolução é claro: "atribui-se força executiva a esta resolução, servindo como alvará de soltura".
 
Na quarta-feira, o boletim eletrônico da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte publicou decreto legislativo nº 3/2017 que rejeita a "decisão judicial monocrática" do desembargador Glauber Rêgo, do TJRN, que determinou a suspensão por 180 dias do exercício da função pública do deputado estadual Ricardo Motta. No mesmo dia, a vereadores da Câmara de Natal (RN) aprovaram por 24 votos contra 2 requerimento anulado decisão judicial que afastou o vereador Raniere Barbosa (PDT) das funções. 



Faixas que parece obstáculos flutuando no ar obrigam motoristas a 'se ligar' na sinalização em Primavera do Leste

Postado por Marco Eusébio , 23 Outubro 2017 às 17:00 - em: Principal

Em Primavera do Leste, no vizinho Mato Grosso, a prefeitura tomou uma curiosa iniciativa, já usada em alguns países como a China e a Índia, para reduzir o número de atropelamentos e outros acidentes por excesso de velocidade: contratou os grafiteiros Presto VinteTreis e Babu SeteOito para pintar quatro faixas de pedestres em terceira dimensão (3D) nas principais avenidas da cidade. A idéia deu certo. "Muitos motoristas reduzem a velocidade porque as faixas ficam como se fossem barras flutuantes na sua frente", afirmou Walyson Nogueira (o Presto VinteTreis). "Teve um motorista que desceu do carro e bateu com a mão no chão para ter certeza de que era apenas uma pintura". (Com G1MT)




Policiais federais estiveram em gabinetes de sete deputados na Assembleia de MT e endereços do ministro Blairo Maggi no estado e no DF

Postado por Marco Eusébio , 14 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

Polciais federais amanheceram hoje cumprindo mandados de busca e apreensão em endereços do ministro Blairo Maggi e de outros políticos em Brasília e em nove municípios de Mato Grosso, suspeitos de envolvimento em esquema de corrupção no estado vizinho. Ao expedir os mandados a pedido da Procuradoria Geral da República, o ministro Luiz Fux, do Supremo, afirmou haver indícios de obstrução de Justiça e formação de organização criminosa. 
 
Entre os alvos estão o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), filmado recebendo propina. Foram alvos da operação o gabinete do deputado federal Ezequiel Fonseca (PP-MT) em Brasília e  gabinetes de sete deputados estaduais de MT em Cuiabá: Gilmar Fabris (PSD), Silvano Amaral (PMDB), Oscar Bezerra (PSB), Wagner Ramos (PSD), Ondanir Bortolini (o Nininho, do PSD) e Romoaldo Júnior (PMDB). 
 
Fux também mandou afastar cinco conselheiros do Tribunal de Contas do MT. A ação faz parte da Operação Malebolge, 12ª fase da Ararath, que desmantelou esquema de corrupção em Mato Grosso a partir da delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB). Em nota, Maggi nega as acusações.



Ao receber medalha de Silval em 2013, Gilmar afirmou que o agora delator era seu 'amigo de muitos anos'

Postado por Marco Eusébio , 04 Setembro 2017 às 16:00 - em: Principal

Embora sem ser citado na delação do ex-governador do vizinho Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), o nome do ministro Gilmar Mendes, do Supremo, passou a ser um dos mais mencionados nos bastidores da política de Cuiabá. "Poucos se sentem à vontade para falar abertamente sobre ele. Mas autoridades do meio político, do Ministério Público e do Judiciário passaram os últimos dias listando episódios questionáveis do governo Silval que se aproximam do magistrado", diz o repórter Ricardo Mendonça no site Valor. Leia aqui.




Deputados Ságuas Moraes (federal) e Valdir Barranco (estadual) que tomaram um susto com pane em avião no Mato Grosso

Postado por Marco Eusébio , 03 Setembro 2017 às 13:30 - em: Principal

Um avião de pequeno porte que levava o deputado federal Ságuas Moraes, de 54 anos, e o deputado estadual Valdir Barranco, de 42, ambos do PT-MT, fez um pouso de emergência na pista de uma fazenda em Juara, no vizinho Mato Grosso, distante 690 km de Cuiabá. Um dos motores da aeronave parou de funcionar e o piloto optou por pousar na propriedade. Ninguém se feriu. Além dos deputados, estavam no aparelho o piloto e três assessores de Barranco. Os parlamentares estavam participando de encontros com prefeitos do interior. "Por Deus, sempre por ele, o piloto é muito bom. Manteve a tranquilidade e voou por mais dez minutos com ela [aeronave] perdendo altitude. Avistou a pista de uma fazenda e nos avisou que teria que fazer um pouso de emergência. Pouso perfeito", disse Ságuas ao G1-MT. Conforme o site, os deputados informaram que a aeronave é contratada pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).




Ex-governador Silval entregou vídeos na delação que comprovariam antigo esquema de propina na política de Mato Grosso

Postado por Marco Eusébio , 25 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal

A delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), classificada como "monstruosa" pelo ministro Luiz Fux, do Supremo, ao homologar o acordo neste mês, faz estragos na política do vizinho Mato Grosso e são manchetes desta sexta nos diários cuiabanos. Vídeos entregues por Silval à Justiça mostram cerca de dez deputados, entre eles o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (ambos do PMDB), recebendo maços de dinheiro do "mensalinho" que o ex-governador disse que pagava para ter apoio na Assembleia. Os pagamentos também eram feitos a conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) num esquema que durava havia 20 anos, desde a época do ex-governador e atual ministro da Agricultura Blairo Maggi, de quem era vice, delatou Silval. O atual governador Pedro Taques (PSDB) também é alvo da delação, assim como parlamentares federais do estado. Os pagamentos, conforme a imprensa cuiabana, seriam confirmados pelo ex-presidente da Assembleia, José Geraldo Riva, que também negocia acordo de delação com a PGR.




Fenômeno foi gravado em vídeo por metalúrgico que trabalhava na propriedade rural em Guarantã do Norte

Postado por Marco Eusébio , 15 Agosto 2017 às 13:30 - em: Principal

Um grande redemoinho assustou moradores e trabalhadores de uma fazenda em Guarantã do Norte, no vizinho Mato Grosso. O fenômeno foi filmado pelo celular pelo metalúrgico Waldemar Antônio de Souza Júnior, de 37 anos, que trabalhava na montagem de uma torre no local. O episódio ocorreu na sexta-feira e os vídeos se espalharam na internet nesta semana. Mas não foi um tornado como muita gente disse nas redes sociais - explicou ao site G1 MT o coordenador da Defesa Civil de Guarantã do Norte, Michael Lopes: "Um tornado tem muito mais força, teria se movido e arrastado tudo pela frente. Nesse caso, ocorreu num raio de 100 metros e, logo depois, teve uma chuva de 11 milímetros. Não causou danos materiais ou vítimas, mas não é algo comum na região e foi bem alto, por isso, chamou bastante a atenção dos moradores". Veja o vídeo:




Divisão do antigo MT: qual, de fato, avançou?

Postado por Marco Eusébio , 12 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal

Na velha disussão sobre quem ganhou ou perdeu com a divisão do antigo MT uno que gerou o MS, já tem gente em Campo Grande falando que inveja o estado do norte por dar grande passo à frente na evolução política regional com a delação envolvendo dois ex-governadores que virou destaque no Jornal Nacional. "Lá, pelo menos, as coisas acontecem" ironizou conhecido personagem político em frente ao Bar do Zé, no Calçadão, ao falar da matéria de destaque do Jornal Nacional na noite anterior.




Silval Martins e Blairo Maggi na época em que eram, respectivamente, vice e governador do vizinho Mato Grosso

Postado por Marco Eusébio , 12 Agosto 2017 às 09:00 - em: Principal

A delação do ex-governador de Mato Grosso já começa a abalar a política regional três dias depois de homologada pelo ministro Luiz Fux do Supremo focando quem tem foro privilegiado federal. Silval Pereira (PMDB) acusou o ministro Blairo Maggi (Agricultura), de quem foi vice quando este era governador do MT, de participar de esquema de corrupção no estado vizinho. Silval revelou que ele e Blairo teriam pago R$ 6 milhões, metade cada um, ao ex-secretário de Fazenda estadual, Éder Moraes, para que este mudasse depoimento em que havia revelado ao MP que os dois ex-governadores sabiam do esquema de compra de vagas no Tribunal de Contas estadual (TCE-MT), o que gerou o arquivamento do caso em 2016 pelo ministro Dias Tóffoli, do STF. Em nota, Blairo negou as acusações. (Com TV Globo)