Campo Grande, Segunda-Feira , 19 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: mandetta

Ulisses e André: presidente do MDB de Campo Grande vê Mandetta 'muito mais próximo' de seu partido
Correu em grupo de políticos no WhatsApp em Campo Grande, ontem, versão de uma suposta chapa que poderia ser encabeçada pelo MDB em 2018: "André governador, Mandetta vice, Nelsinho e Moka para o Senado e os ex-deputados Arroyo e Paulo Duarte puxando a chapa proporcional". 
 
Indaguei ao presidente municipal do partido. Ulisses Rocha respondeu: 
 
– "Se for, não é ruim. Há muita conversa, mas de concreto, até agora, é que o MDB terá candidato ao governo".
 
Em seguida, o Ulisses fez questão de acrescentar: 
 
– "O Mandetta tem conversado muito com o ex governador André Puccinelli. E com a ida da deputada Tereza Cristina para o Democratas, o deputado Mandetta está muito mais próximo do MDB. Tendo em vista que o ministro Marun não será candidato em 2018, o MDB, que é um grande partido, pode transferir muitos apoios ao Mandetta. Ele tem convite do Podemos, mas entendemos que seu melhor caminho é o MDB."



Tereza Cristina posa para foto com ficha de filiação, ao lado de Mandetta, Rodrigo Maia e do líder do DEM Efraim Filho

Postado por Marco Eusébio , 19 Dezembro 2017 às 18:00 - em: Principal

Entre convites de Michel Temer para ingressar no PMDB e do deputado Rodrigo Maia (RJ) para se filiar ao Democratas, Tereza Cristina (MS) – que deixou o PSB por apoiar projetos de Temer na Câmara, contrariando decisões do partido – ficou com o presidente da Câmara. A filiação da deputada federal ao DEM ocorreu hoje na sala da liderança da sigla na Câmara, com a presença de Maia e do líder da bancada, deputado Efraim Filho (PB), que destacou a experiência da parlamentar que "já exerceu a liderança do PSB na Câmara e presidirá a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) em 2018". Com Tereza, o partido, que já contava com Luiz Henrique Mandetta, presente hoje ao evento, passa a ter dois deputados dentre os oito de MS.




Pesquisa estimulada aponta elevado índice de indecisos tecnicamente empatado com o líder Odilon de Oliveira em MS
Primeiro dentre os principais nomes a se anunciar como pré-candidato à disputa, Odilon de Oliveira (PDT) lidera a preferência de votos em pesquisa estimulada feita pelo Ranking Comunicação & Pesquisas divulgada hoje pelo site Diário da Mídia, do Toni Ueno, em Campo Grande. O juiz federal aparece na estimulada, com nomes apresentados ao eleitor, com 28.36%, seguido pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB) com 17.06%, tecnicamente empatado com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) com 16.13%. É elevado o índice de indecisos. Os que que não souberam ou não quiseram opinar são 27.77% e estão tecnicamente empatado com o líder. 
 
Vale lembrar que a pesquisa não cita o nome do prefeito Waldeli dos Santos Rosa, de Costa Rica, considerado "Plano B" do PMDB para o pleito. Os demais citados são Ricardo Ayache (PSB) com 3.63%, Henrique Mandeta (DEM) 2.73%, Alcides Bernal (PP) 1.70%, Coronel David (PSC) 1.13%, Suél Ferranti (PSTU) 0.83%, Cláudio Sertão (Podemos) 0.43% e Humberto Amaducci (PT) com 0.23%. 
 
NA ESPONTÂNEA, sem citar nomes ao eleitor, Odilon lidera com 18.36%, seguido por André (10.16%) e Azambuja (9.56%) tecnicamente empatados. Nesse caso, Ayache também lidera entre os demais com 2.16%.
 
EM REJEIÇÃO estimulada, citando nomes, o líder é André com 29.13%, Azambuja 30.56%, Bernal 17.63%, Mandetta 3.26%, David 2.50%, Ayache 2.13%, Odilon 1.43%, Amaducci 1.20%, Suél 0.70% e Sertão 0.53%. 
 
Conforme o site, a pesquisa foi feita de 4 a 12 deste mês em 17 municípios de MS, com 3.000 pessoais de 16 anos acima e a margem de erro é de 2,50 pontos para mais ou menos.



Sessão da Câmara onde prossegue a votação sobre o relatório que arquiva denúncia da PGR contra Michel Temer

Senadores Simone e Moka e o deputado Marun apontados pelo Diap dentre os mais influentes do Congresso

Postado por Marco Eusébio , 04 Setembro 2017 às 13:30 - em: Principal


Dizendo ver 'provas robustas' da culpabilidade de Michel Temer, Dagoberto votou a favor da investigação

A votação pela admissibilidade ou arquivamento da denúncia contra Michel Temer nesta tarde na Câmara dividiu os oito deputados da bancada de Mato Grosso do Sul: quatro votaram em favor da denúncia: Dagoberto Nogueira (PDT), Vander Loubet e Zeca (ambos do PT) e Mandetta (DEM). Outros quatro votaram pelo arquivamento: Carlos Marun (PMDB), Elizeu Dionízio e Geraldo Resende (ambos do PSDB) e Tereza Cristina (PSB), informou o jornalista Clodoaldo Silva lá da Câmara aqui ao Blog. Veja no vídeo abaixo os votos de Marun e Dagoberto contra e a favor da denúncia.