Campo Grande, Segunda-Feira , 22 de Maio - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: jbs

Pedindo de dinheiro feito por Aécio foi gravado por Joesley e entregue à Lava Jato

Postado por Marco Eusébio , 17 Maio 2017 às 19:30 - em: Principal

Além de Michel Temer, o senador Aécio Neves (MG), foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, conforme delação do dono da JBS à Lava Jato, diz o jornal O Globo. O dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, numa cena filmada pela Polícia Federal. A PF rastreou o caminho dos reais. Descobriu que eles foram depositados numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).




Temer incentivou uso de dinheiro da JBS para comprar silêncio de Cunha na cadeia, revela Joesley Batista

Postado por Marco Eusébio , 17 Maio 2017 às 19:45 - em: Principal


Deputado Alessandro Molon (à direita) protocolou o pedido na Câmara e postou a foto acima no Twitter

Postado por Marco Eusébio , 17 Maio 2017 às 21:00 - em: Principal


Marun enviou nota após reunião com Temer nesta noite: 'Situação é gravíssima'

Postado por Marco Eusébio , 17 Maio 2017 às 23:16 - em: Principal

Planalto, o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) acaba de enviar a seguinte nota via WhatsApp aqui ao Blog: 
 
"Acabo de sair de reunião com o presidente Temer. Está triste, mas confiante na superação da crise. Sua posição foi explicitada na nota divulgada (leia aqui a nota citada pelo deputado).
 
É triste que a colaboração premiadíssima de um empresário, que se tornou bilionário em função de favores recebidos durante o governo do PT, esteja causando tanta insegurança exatamente no momento em que finalmente voltávamos a crescer e gerar empregos. 
 
A situação é gravíssima, mas temos que aguardar os acontecimentos."



Marun enviou nota após reunião com Michel Temer: 'Situação é gravíssima, mas temos que aguardar'

Postado por Marco Eusébio , 17 Maio 2017 às 23:15 - em: Principal

Depois de reunião com o presidente Michel Temer nesta noite no Palácio do Planalto, o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) acaba de enviar a seguinte nota via WhatsApp aqui ao Blog: 
 
"Acabo de sair de reunião com o presidente Temer. Está triste, mas confiante na superação da crise. Sua posição foi explicitada na nota divulgada (leia aqui a nota citada pelo deputado).
 
É triste que a colaboração premiadíssima de um empresário, que se tornou bilionário em função de favores recebidos durante o governo do PT, esteja causando tanta insegurança exatamente no momento em que finalmente voltávamos a crescer e gerar empregos. 
 
A situação é gravíssima, mas temos que aguardar os acontecimentos."
 
Leia a nota do Planalto citada por Marun:
 
"NOTA À IMPRENSA
 
O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.
 
O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.
 
O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados."



Aécio foi afastado do cargo de senador e sua irmã Andrea foi presa hoje pela Polícia Federal

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 11:15 - em: Principal


Com divulgação da delação da JBS, bolsas despencaram e dólar disparou hoje

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 16:30 - em: Principal

Por Lydia Medeiros em O Globo:
 
"O mercado financeiro estava morno ontem, com avaliações positivas sobre a aprovação das reformas.
 
Mas, no fechamento, viu-se que a JBS comprou dólares em grandes quantidades.
 
Agora sabe-se a razão."



Alvo da delação da JBS, Aécio Neves deixa presidência nacional do PSDB

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 16:45 - em: Principal

Sob pressão, depois de ser afastado do cargo de senador pelo Supremo, Aécio Neves anunciou há pouco que está se "licenciando' da função de presidente nacional do PSDB. Em consenso das bancadas do partido na Câmara e no Senado, o senador Tasso Jereissati (CE) foi indicado para comandar a sigla.
 
Veja abaixo o comunicado de Aécio enviado de Brasília pelo jornalista Clodoaldo Silva ao Blog:
 
"Comunicado do senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB
 
Em razão das ações promovidas no dia de hoje contra mim e minha família, quero afirmar que, a partir de agora, minha única prioridade será preparar minha defesa e provar o absurdo dessas acusações e o equívoco dessas medidas.
 
Me dedicarei diuturnamente a provar a minha inocência e de meus familiares para resgatar a honra e a dignidade que construí ao longo de meus mais de trinta anos de vida dedicada à política e aos mineiros em especial.
 
O tempo permitirá aos brasileiros conhecer a verdade dos fatos e fazer ao final um julgamento justo.
 
Para isso, decidi licenciar-me hoje da Presidência do PSDB que ocupo há mais quatro anos com extrema honra e dedicação. O Brasil precisa que o PSDB continue a ser o fiador das importantes reformas que vêm mudando o país.
 
Depois de ouvir inúmeros companheiros e seguindo o que determina o nosso Estatuto, estou apresentando à Executiva o nome do senador Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, para assumir nessa interinidade a presidência do partido.
 
Estou seguro de que, sob seu comando, com o apoio de nossos governadores e prefeitos, de nossas bancadas no Senado e na Câmara, dos nossos diretórios estaduais, de nossos líderes municipais e de todos nós, ele fará o partido seguir de forma firme e corajosa sua vitoriosa trajetória.
 
Aguardarei com firmeza e serenidade que as investigações ocorram e estou certo de que, ao final, como deve ocorrer num país onde vigora o Estado de Direito, a verdade prevalecerá e a correção de todos os meus atos e de meus familiares será reconhecida.
 
Senador Aécio Neves
Presidente Nacional do PSDB"



Aécio e Michel Temer: principais alvos da delação apocalíptica de Joesley Batista, da JBS

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 20:00 - em: Principal

Do Fausto Macedo em blog no Estadão:
 
"Chama Operação Patmos, a ação da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República que nesta quinta-feira, 18, cercou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), prendeu sua irmã Andrea e seu primo Fred.
 
Patmos é uma pequena ilha da Grécia no mar Egeu. É conhecida por seu o local para onde o apóstolo João foi exilado, segundo o livro bíblico de Apocalipse. Ali, João recebeu as revelações do apocalipse.
 
Com Patmos, a Procuradoria-Geral da República anuncia o apocalipse político."



Acusado de iniciar a cobrança de propina, Zeca acusa Wesley que querer se beneficiar com delação

Postado por Marco Eusébio , 19 Maio 2017 às 19:45 - em: Principal

Em reação à divulgação do depoimento em delação premiada de Wesley Batista, do grupo JBS, que acusa ele e seus dois sucessores de receberem propina para conceder isenções fiscais ao grupo frigorífico em Mato Grosso do Sul (leia aqui), o deputado federal e ex-governador Zeca do PT afirmou hoje que "nunca pediu e nem tomou conhecido de que alguém tenha pedido propina ao referido grupo em seu nome ou em nome do governo", e diz não temer a "alardeada delação". Leia, abaixo, a íntegra:
 
"NOTA SOBRE A CITAÇÃO NA DELAÇÃO DO JBS
 
O deputado Zeca do PT não tem o menor temor da alardeada delação dos executivos do grupo JBS, já que na condição de ex-governador do Estado, nunca pediu e nem tomou conhecimento de que alguém tenha pedido propina ao referido grupo em seu nome ou em nome do seu governo.
 
Resta desafiado que seja apresentado qualquer prova ou indício do fato aludido na referida delação.
 
O Deputado Zeca do PT confia que o poder judiciário ao final da apuração saberá distinguir as verdadeiras imputações daquelas que tem um único propósito: Obter benefício com uso indevido da delação premiada.
 
Deputado Federal Zeca do PT
19/05/2017"