Campo Grande, Quarta-Feira , 21 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: estadao

Cristiane Brasil agora é alvo de inquérito na PGR por acusações de associação ao tráfico de drogas no Rio

Postado por Marco Eusébio , 03 Fevereiro 2018 às 10:30 - em: Principal

A deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), nomeada por Michel Temer como ministra do Trabalho, é alvo de inquérito que apura suspeitas de tráfico de drogas e associação para o tráfico na campanha eleitoral de 2010, informa o Estadão de S.Paulo. A investigação foi enviada ontem à Procuradoria-Geral da República, porque ela tem foro privilegiado. O inquérito também apura suposto envolvimento no caso do deputado estadual Marcus Vinicius (PTB), ex-cunhado da parlamentar, e três assessores dela na época, acusados de dar dinheiro a traficantes de Cavalcanti, bairro pobre que é uma de suas bases eleitorais. Conforme as denúncias, assessores de Cristiane – que na época era vereadora licenciada como secretária municipal na gestão do então prefeito Eduardo Paes (MDB) – pagaram a traficantes para ter "direito exclusivo" de fazer campanha na região. Cristiane não se candidatou em 2010, mas apoiou a candidatura de Vinicius – então seu cunhado – à reeleição. Ela foi eleita deputada em 2014. Cristiane e Vinicius negam todas as acusações, diz o Estadão.




Estadão diz que agência de Trump recusou proposta de Bolsonaro, que nega: 'se alguém procurou, foi sem minha autorização'

Postado por Marco Eusébio , 22 Janeiro 2018 às 12:45 - em: Principal

A agência Cambridge Analytica, que fez a campanha de Donald Trump à Casa Branca, teria recusado assessorar Jair Bolsonaro diz a Coluna do Estadão. Sondada por emissários, a empresa dos EUA teria pedido um tempo para avaliar o comportamento dele nas redes sociais, e três meses depois, rejeitou a assessoria por avaliar sua imagem como "ruim". Bolsonaro negou a história. "Se alguém procurou esta agência, foi sem minha autorização. Não tenho dinheiro para contratar uma empresa dessas", disse o deputado. A Coluna do Estadão acrescentou que, se confirmar a mudança para o PSL, Bolsonaro terá R$ 3 milhões, 30% do fundo da legenda, para usar na campanha presidencial.




Estadão exibe perfis de 50 políticos do Brasil que despontam nas redes sociais para a corrida eleitoral de 2018

Postado por Marco Eusébio , 20 Dezembro 2017 às 14:15 - em: Principal

Carlos Alberto de Assis é o único nome de Mato Grosso do Sul citado no especial "Trunfo Político" divulgado hoje pelo jornal O Estado de S.Paulo que exibe 50 perfis de maior influência nas redes sociais no Brasil que despontam na corrida eleitoral como pré-candidatos a cadeiras de deputado federal. O secretário de Administração de MS, que desde o início da gestão investe nas redes, sabe que a ferramenta será muito importante na campanha de 2018. Entretanto, embora cotado a disputar vaga na Câmara, o tucano também pode entrar na corrida por cadeira de deputado estadual. "Estou à disposição do governador e farei o que for melhor para reelegê-lo", disse Assis explicando que só será candidato caso isso seja importante para fortalecer a reeleição de Azambuja. "O importante é o grupo e o Reinaldo", emendou. Veja aqui o infográfico Político em Construção no site do Estadão.




Roberto Jefferson recebe a maior aposentadoria dentre os deputados cassados, de R$ 23.344,70

Postado por Marco Eusébio , 16 Novembro 2017 às 14:30 - em: Principal


Cesare Battisti na casa emprestada por um amigo em Cananeia, para onde foi depois de ter sido preso em Corumbá

Postado por Marco Eusébio , 12 Outubro 2017 às 13:00 - em: Principal

Enquanto Michel Temer aguarda parecer da Subchefia de Assuntos Jurídicos para decidir sobre sua extradição, Cesare Battisti, de 62 anos, "perde noites de sono em uma casa simples emprestada por um amigo", decorada com pôsteres de Chê Guevara, da antiga União Soviética, Karl Marx, Palestina e Guernica, de Pablo Picasso, no centro de Cananeia, no litoral de São Paulo, diz O Estado de S.Paulo ao divulgar hoje emtrevista com o italiano. Condenado à prisão perpétua na Itália pelo assassinato de quatro pessoas - que ele nega - Battisti disse ao jornal que a extradição equivale a uma pena de morte. 
 
Sobre a prisão em Corumbá (MS), neste mês, Battisti negou que fosse fugir para a Bolívia, disse que, se tivesse de fugir, seria para o Uruguai, e acusou a Polícia Federal de armar uma armadilha contra ele com ajuda da Embaixada da Itália. O italiano admitiu que só um governo do PT negaria sua extradição. Questionado se valeu a pena ter lutado pelo comunismo, respondeu: "Valeu e vale ainda. Não acredito que o mundo melhorou. Então por que não valeria a pena mais? Mas pensar hoje em fazer um movimento armado como foi comum em quase todos os países do mundo é uma loucura." 
 
Leia aqui trechos da entrevista no site Estadão.



Lista de rejeição é liderada por Michel Temer. Na parte de baixo, uma celebridade da TV: Luciano Huck

Postado por Marco Eusébio , 27 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal