Campo Grande, Segunda-Feira , 22 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: eleicoes-2018

Estadão diz que agência de Trump recusou proposta de Bolsonaro, que nega: 'se alguém procurou, foi sem minha autorização'

Postado por Marco Eusébio , 22 Janeiro 2018 às 12:45 - em: Principal

A agência Cambridge Analytica, que fez a campanha de Donald Trump à Casa Branca, teria recusado assessorar Jair Bolsonaro diz a Coluna do Estadão. Sondada por emissários, a empresa dos EUA teria pedido um tempo para avaliar o comportamento dele nas redes sociais, e três meses depois, rejeitou a assessoria por avaliar sua imagem como "ruim". Bolsonaro negou a história. "Se alguém procurou esta agência, foi sem minha autorização. Não tenho dinheiro para contratar uma empresa dessas", disse o deputado. A Coluna do Estadão acrescentou que, se confirmar a mudança para o PSL, Bolsonaro terá R$ 3 milhões, 30% do fundo da legenda, para usar na campanha presidencial.




Ao se anunciar agora pré-candidato, Collor (como Lula) revela o avesso 1989, quando derrotou o petista com a força do debate na TV Globo

Postado por Marco Eusébio , 20 Janeiro 2018 às 09:00 - em: Principal

No estilo "se ele pode, porque elle não pode?", Fernando Collor de Mello se anunciou pré-candidato à Presidência da República neste ano, assim como faz  (faz tempo) Luiz Inácio Lula da Silva. As pré-candidaturas dos protagonistas do histórico segundo turno das primeiras eleições diretas pós-ditadura, em 1989, fazem 2018 parecer um remaque frustrante da história.
 
Digamos que seja um remaque às avessas.
 
Afinal, hoje, nenhum dos dois consegue enganar tanta gente ao mesmo tempo e por tanto tempo. Ambos são alvos de operações da Polícia Federal. Collor (ainda) réu. Lula condenado. Coisas inimagináveis com "seres intocáveis" da política há 29 anos, embora alguns malandros digam o contrário e alguns (digamos) mal informados acreditem em tal lorota. 
 
Além da ignorância do eleitor em relação às boas intenções pregadas pelos candidatos daquela época (e sobre 'otras cositas mas')  muita coisa mudou de 1989 para cá, embora, na política, as práticas continuem semelhantes.
 
O que não mudou desde quando Lula e Collor se enfrentaram foi que desde aquela época, quando ainda existia Leonel Brizola, não surgiu nenhuma liderança com verve ou carisma capaz de encantar o eleitorado.
 
Ou seja, gostem ou não, ninguém pode negar que, de lá para cá, Lula continua sendo o mais carismático líder político do País. É isso o que o faz, embora condenado, respeitado e temido por adversários. E não as bravatas da Gleisi ou de outros de seus companheiros, como algum incauto possa imaginar. 
 
Somando todas as demais eleições presidenciais, o único (longe de ter esse carisma) que surgiu com algum dom para atrair eleitores, independente de partidos, tem sido, para a lamentável carência de opções do eleitorado, Jair Bolsonaro. Goste você, ou não, caro (e carente) eleitor.



Coronel David diz que plano é Assembleia, mas admite disputar virar 'quarta via' ao governo para ajudar Bolsonaro

O ex-deputado Coronel David, que em 2016 disputou a Prefeitura de Campo Grande, diz que seu projeto neste ano é voltar a concorrer a uma cadeira à Assembleia estadual. O ex-comandante da PM-MS admitiu, entretanto, rever os planos caso isso for necessário para ajudar na campanha de Jair Bolsonaro à Presidência, ele pode assumir a missão de ser a quarta via para o governo estadual entre Azambuja, André e Odilon. "Já conversei com o Bolsonaro e, se for necessário ele ter um candidato a governador no Estado, e se ele e o partido decidam por mim, estou disposto a encarar o desafio".




Jair Bolsonaro espera contar com um aliado ligado ao agronegócio disputando uma das vagas ao Senado por MS

Postado por Marco Eusébio , 19 Janeiro 2018 às 18:45 - em: Principal

De olho na Presidência, Jair Bolsonaro cogita ter um aliado, que seja representante do agronegócio, disputando o Senado por Mato Grosso do Sul, e tem conversado sobre o assunto com o ex-deputado estadual Coronel David, que já iniciou contatos com lideranças do setor. "Estamos vendo de acordo com o perfil que foi traçado pelo Bolsonaro para que até março possamos ter esse nome para uma candidatura com chances de vitória ao Senado", disse o David ao Blog.




Paulo Duarte está trocando o PDT pelo MDB e chega cotado a ser vice na chapa a ser encabeçada por André Puccinelli

Postado por Marco Eusébio , 18 Janeiro 2018 às 18:00 - em: Principal

O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Corumbá Paulo Duarte comunicou à direção estadual do PDT que vai aceitar convite para ingressar no MDB. Nos bastidores políticos de Campo Grande, comenta-se que o ex-presidente regional do PT, que já foi adversário de André, chega ao partido cotado para integrar a chapa majoritária como vice do ex-governador nas eleições deste ano.




Cláudio Sertão e Chico Maia: convidado para disputar o Senado, ex-presidente da Acrissul diz que vai consultar o setor rural

Postado por Marco Eusébio , 18 Janeiro 2018 às 15:00 - em: Principal

O ex-vereador de Campo Grande e ex-presidente da Acrissul, Chico Maia, foi convidado pelo senador e presidenciável Álvaro Dias para disputar o Senado por lideranças do Podemos, partido presidido em MS por Cláudio Sertão. Consultado pelo Blog, o pecuarista que é filiado PTB, onde ingressou há 30 anos junto com o ex-prefeito e ex-senador Lúdio Coelho e o ex-governador Pedro Pedrossian, se mostrou animado. Mas, ponderou que vai consultar lideranças do segmento rural antes de tomar qualquer decisão:
 
– "Tenho sido procurado por alguns partidos para disputar o Senado ou governo, como representante agronegócio. O senador Alvaro Dias, ex-governador do Paraná, um estado que também possui características agronegócio, me fez o convite. Mas sabemos que uma eleição ao Senado não é fácil, exige tempo de TV e outras questões que torna o caminho mais árduo para partidos menores. O Cláudio se mostrou muito simpático. Gostei da ideia, mas falei que ia fazer uma consulta entre os produtores rurais. Se não tiver uma plena aceitação para que eu caminhe, não haveria porque entrar na disputa. O setor precisa representação no Senado, mas eu preciso do aval desse setor. Quero ser senador. Chegar lá é que é complicado".



Ricardo Ayache e o prefeito de Coxim, Aluízio São José, em reunião com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira

Postado por Marco Eusébio , 17 Janeiro 2018 às 11:15 - em: Principal

O médico Ricardo Ayache, vice-presidente regional do PSB, e o prefeito de Coxim, Aluízio São José, presidente estadual da sigla, se reuniram nesta semana em Brasília com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira. Em pauta, a participação da legenda nas chapas majoritárias. Em Mato Grosso do Sul, Ayache, que é presidente da Cassems, tem sido sondado por diversos outros partidos para reforçar alianças. Neste ano, o PSB pretende disputar de nove a onze cadeiras de governador Brasil afora.




Waldeli promete ajudar a campanha de André como coordenador em seis municípios de MS

Postado por Marco Eusébio , 16 Janeiro 2018 às 11:00 - em: Principal

"Plano B" do MDB para o governo de Mato Grosso do Sul, Waldeli dos Santos Rosa descartou as hipoteses de ser vice ou disputar cadeira no Senado nas eleições deste ano. "Estou no quarto mandato como prefeito. Meu interesse é no Executivo", disse ao jornal Correio do Estado o prefeito de Costa Rica. Como André Puccinelli se anunciou como pré-candidato do MDB, Waldeli disse ao jornal que vai atuar em apoio ao ex-governador como coordenador de campanha no interior.



Odilon diz que quem especula contra sua candidatura terá 'seus interesses contrariados com a minha vitória'

Postado por Marco Eusébio , 15 Janeiro 2018 às 11:00 - em: Principal

"Que fique definitivamente claro o seguinte: sou pré-candidato ao governo de Mato Grosso do Sul. Qualquer afirmação em contrário não passa de mera especulação daqueles que terão seus interesses contrariados com a minha vitória", avisou hoje em sua página no Facebook o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT), rebatendo rumores de que não confirmará a candidatura.

.




David e Marquinhos: coronel diz que definição de partido passa por conversa com o prefeito de Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 12 Janeiro 2018 às 15:15 - em: Principal

Sobre especulações de que estaria indo para esse ou aquele partido para disputar uma vaga na Assembleia neste ano, o Coronel David (PSC) afirmou há pouco aqui ao Blog que está conversando com várias lideranças, entre elas o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, e que não tem nada definido, por enquanto. 
 
– "A única coisa certa, é que, seja em que partido estiver, apoio o Bolsonaro para presidente". 
 
O coronel poderou, entretanto, que "a entrada de Bolsonaro no PSL será um ponto decisivo" para ele escolher o novo partido. 
 
Por fim, o David avisou: 
 
– "Não escolho nada enquanto não definir minha conversa com o Marquinhos. Questão de educação e respeito com quem iniciei uma conversa."