Campo Grande, Quinta-Feira , 17 de Agosto - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: delacao

Silval Martins e Blairo Maggi na época em que eram, respectivamente, vice e governador do vizinho Mato Grosso

Postado por Marco Eusébio , 12 Agosto 2017 às 09:00 - em: Principal

A delação do ex-governador de Mato Grosso já começa a abalar a política regional três dias depois de homologada pelo ministro Luiz Fux do Supremo focando quem tem foro privilegiado federal. Silval Pereira (PMDB) acusou o ministro Blairo Maggi (Agricultura), de quem foi vice quando este era governador do MT, de participar de esquema de corrupção no estado vizinho. Silval revelou que ele e Blairo teriam pago R$ 6 milhões, metade cada um, ao ex-secretário de Fazenda estadual, Éder Moraes, para que este mudasse depoimento em que havia revelado ao MP que os dois ex-governadores sabiam do esquema de compra de vagas no Tribunal de Contas estadual (TCE-MT), o que gerou o arquivamento do caso em 2016 pelo ministro Dias Tóffoli, do STF. Em nota, Blairo negou as acusações. (Com TV Globo)




Delcídio em depoimento à força-tarefa da Lava Jato: se PGR romper acordo, ex-senador manterá benefícios

Postado por Marco Eusébio , 07 Agosto 2017 às 17:45 - em: Principal

Procuradores da Lava Jato cogitam reavaliar o acordo de delação que livrou Delcídio do Amaral da prisão, diz hoje O Globo. O motivo, conforme o jornal, seria que as acusações feitas pelo ex-senador de MS contra Michel Temer, Lula, Dilma e Aécio Neves, entre outros, não teriam surtido efeito para as investigações deslancharem. "Alguns acordos não estão evoluindo bem. O do Delcídio é um deles. As investigações não avançam nem na primeira instância. Talvez alguns ajustes tenham que ser feito nesses acordos", disse ao O Globo fonte ligada ao caso. O jornal diz que Delcídio pode perder benefícios. Vale lembrar, entretanto, que fonte jurídica ouvida pelo Blog a respeito de notícia semelhante divulgada pela Veja no início do mês passado, explicou que o delador só perderia seus benefícios caso ele rompa o acordo. Se esse rompimento for feito pela PGR, Delcídio terá seus direitos assegurados conforme está escrito no próprio documento firmado com o Ministério Público. Veja aqui.




Em seus 'ensaios' no Facebook, o ex-BBB petista Mamão provoca a cúpula de seu partido sobre 'silêncio' em relação à JBS

Postado por Marco Eusébio , 25 Julho 2017 às 19:15 - em: Principal

De volta ao Jornal Nacional no fim de semana, a delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista sobre suposto esquema de propina no governo de MS voltou a gerar polêmicas e debates nas redes sociais. O advogado Ilmar Renato Fonseca, o "Mamão", conhecido por participar do Big Brother Brasil da Globo, que é militante petista em Campo Grande, chegou a convocar protesto contra o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na Assembleia, mas foi lembrado por companheiros que a Casa está em recesso. O petista também foi alertado sobre o "telhado de vidro", pois a denúncia da JBS diz que o esquema de propina foi iniciado no governo Zeca do PT, passando pelas gestões de André Puccinelli (PSDB) e chegado ao atual governo. Questionado, o Mamão afirmou ao Blog: "Nós da militância estamos provocando o debate com a direção do partido, já que o diretório estadual presidido por Zeca e a bancada estadual estão em silêncio. E na Assembleia, não dá pra apostar nessa CPI do Paulo Corrêa (PR) comandada por aliados do governo". Hoje no Facebook, o Mamão disparou contra a cúpula de seu próprio partido. "O silêncio no PT/MS está reinando ou está Reinaldo? Com a palavra a militância petista que não se cala. Direção omissa, base aguerida!"




Eunício de Oliveira ao ler o pedido de criação da CPI de deputados e senadores para investigar o grupo JBS

Postado por Marco Eusébio , 31 Maio 2017 às 10:15 - em: Principal

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), leu na noite anterior o pedido de criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar o grupo de frigoríficos JBS. Líderes de partidos vão indicar 16 senadores e 16 deputados titulares e igual número de suplentes e a CPI da JBS deve começar a funcionar na semana que vem. Como de praxe, os dois principais autores do pedido da CPI, deputado Alexandre Baldy (Podemos-GO) e senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), devem comandar a comissão. Baldy disse à imprensa que um acordo prevê que ele seja relator e o senador tucano presida a CPI. Ambos afirmaram que um dos primeiros atos deve ser a convocação de executivos do grupo J&F, como os irmãos Joesley e Wesley Batista, e funcionários do BNDES. A meta é fiscalizar contratos de empréstimos do BNDES às empresas do grupo J&F, holding que controla a JBS, o acordo de delação dos executivos da JBS, as operações no mercado de dólar e na bolsa antes de a delação ser divulgada e possíveis irregularidades fiscais e previdenciárias dessas empresas.




Paulo Corrêa (em pé) e Flávio Kayatt (à direita) foram escolhidos como presidente e relator da comissão

A comissão especial criada pela Assembleia Legislativa para investigar denúncias do empresário Joesley Batista, da JBS, contra o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), será presidida pelo deputado Paulo Corrêa (PR) e terá como relator o tucano Flávio Kayatt. Os nomes foram definidos no fim da tarde de hoje, após definidos pela manhã os cinco integrantes da comissão, que conta ainda com os deputados Eduardo Rocha e Márcio Fernandes (ambos do PT) e, pela oposição, o petista Pedro Kemp. A primeira reunião de trabalho será amanhã, às 15h30, no Plenarinho da Assembleia, informou ao Blog o deputado Eduardo Rocha, vice-presidente da comissão. Em delação premiada, Joesley disse à PGR que frigoríficos do grupo pagavam propina para obter isenções fiscais em Mato Grosso do Sul num esquema que teria sido iniciado no governo Zeca do PT, continuado nas gestões de André Puccinelli (PMDB) e chegado até o atual governo.




Absolvição de Cláudia Cruz seria um sinal de que Cunha resolveu colaborar com a Lava Jato?

Postado por Marco Eusébio , 26 Maio 2017 às 13:25 - em: Principal

A decisão do juiz Sérgio Moro, que absolveu a jornalista Cláudia Cruz da acusação da PGR de que ela seria "lavadora" de dinheiro de propinas recebidas pelo outrora poderoso marido, estimula entre advogados de todo o Brasil a seguinte pergunta:
 
– "Estaria Eduardo Cunha delatando?"
 



Cid, citado na delação da JBS, e o falante irmão Ciro, que anda 'pianinho' sobre as falas dos irmãos Batista

Postado por Marco Eusébio , 23 Maio 2017 às 17:15 - em: Principal

Do Lauro Jardim no blog Radar da Veja:
 
"O loquaz Ciro Gomes anda calado. A delação da JBS o atingiu. Senão diretamente, de raspão: Joseley revelou ter dado propina para Cid Gomes."



Marun enviou nota após reunião com Temer nesta noite: 'Situação é gravíssima'

Postado por Marco Eusébio , 17 Maio 2017 às 23:16 - em: Principal

Planalto, o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) acaba de enviar a seguinte nota via WhatsApp aqui ao Blog: 
 
"Acabo de sair de reunião com o presidente Temer. Está triste, mas confiante na superação da crise. Sua posição foi explicitada na nota divulgada (leia aqui a nota citada pelo deputado).
 
É triste que a colaboração premiadíssima de um empresário, que se tornou bilionário em função de favores recebidos durante o governo do PT, esteja causando tanta insegurança exatamente no momento em que finalmente voltávamos a crescer e gerar empregos. 
 
A situação é gravíssima, mas temos que aguardar os acontecimentos."



Caixa de campanha e ex-ministro de Lula e Dilma, Palocci tem muito a falar

Postado por Marco Eusébio , 13 Maio 2017 às 16:00 - em: Principal

Por Gabriel Mascarenhas no blog Radar da Veja:
 
"Pronto para delatar, Antonio Palocci está magoadíssimo com Lula e Paulo Okamotto. A um interlocutor, ele disse que, desde que foi preso, a dupla o abandonou e até parou de enviar sinais de solidariedade por terceiros."



Antonio Palocci, preso: delação ainda está de pé, diz blogueiro de O Globo

Postado por Marco Eusébio , 08 Maio 2017 às 15:15 - em: Principal

"Antonio Palocci não desistiu de fazer delação. Resolveu apenas trocar o advogado que fará a negociação com a Procuradoria Geral da República", diz Lauro Jardim em blog no O Globo.