Campo Grande, Segunda-Feira , 19 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: cro-ms

Eleições de hoje foram suspensas pelo CRO-MS sob alegação de que não daria para imprimir novas cédulas

Postado por Marco Eusébio , 12 Fevereiro 2018 às 15:15 - em: Principal

As eleições de delegados que vão representar o estado na eleição do Conselho Federal de Odontologia (CFO) marcadas para esta segunda-feira na sede do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso do Sul (CRO-MS) foram suspensas pela comissão eleitoral depois que a chapa 2, da oposição, que teve a candidatura negada sob alegação de que teriam de estar em dia com a anuidade de 2018 (cujo prazo só vence em 31 março) conseguir na Justiça o direito de participar do pleito, tendo como candidato o cirurgião-dentista Cauê Marques, do IMPCG. O advogado da chapa 2, Alexandre Chadid, pediu o cumprimento da decisão judicial, mas diretores do CRO-MS alegaram não ter como imprimir novas cédulas, embora o conselho, conforme a oposição, tenha pelo menos 10 impressoras. A oposição promete voltar a acionar a Justiça. "Marcaram a assembleia em pleno ponto facultativo, achando que não ia ninguém. Ficaram surpresos com o número de cirurgiões-dentistas presentes e cancelaram", disse ao Blog a cirurgiã-dentista Tânia Garib, apoiadora da Chapa 2.



Cirurgiões-dentistas vão decidir no voto, em segundo turno, diretoria do CRO-MS

Postado por Marco Eusébio , 03 Maio 2017 às 16:30 - em: Principal

Cirurgiões-dentistas de Mato Grosso do Sul vão decidir no dia 31 deste mês, em segundo turno determinado pela Justiça Federal, as eleições do Conselho Regional de Odontologia (CRO-MS). A chapa de oposição é encabeçada pela cirurgiã-dentista Tânia Mara Garib (ex-secretária de Trabalho e Assistência Social de MS e ex-secretária nacional de Interlocução e Mobilidade Social do Ministério da Agricultura). Ela enfrenta o cirurgião-dentista José Wilson, que disputa a presidência do CRO-MS apoiado pela atual diretoria. 
 
O mandato da diretoria anterior terminou em março e o Conselho Federal de Odontologia (CFO) nomeou uma gestão provisória para o CRO não ficar acéfalo até a próxima eleição. Na primeira votação, nenhuma das chapas fez 50% mais um dos votos dos 2.557 cirurgiões-dentistas aptos. A diretoria provisória, então, proclamou a chapa da situação vencedora, por meio de uma nova resolução, que não constava no edital.
 
Porém, a oposição acionou a Justiça e obteve liminar do juiz federal Fernando Nardon Nielsen determinando o segundo turno. A situação recorreu, mas a decisão foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) com jurisdição em SP e MS.