Campo Grande, Terça-Feira , 12 de Dezembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: carlos-marun

Carlos Henrique Sobral, ex-assessor de Cunha: ministros passam e ele permanece na Secretaria de Governo

Postado por Marco Eusébio , 12 Dezembro 2017 às 18:00 - em: Principal

São remotas as chances de o futuro ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB-MS), trocar o o atual chefe de gabinete do ministério, diz Murilo Ramos no blog Expresso da revista Época. Carlos Henrique Sobral "começou com Geddel Vieira Lima e continuou com Antonio Imbassahy" afirma o jornalista. "Na Câmara, Sobral trabalhou com o ex-presidente Eduardo Cunha", acrescenta.




Os petistas Grandão, Almi Kemp e Amarildo durante bate-boca contra moção de congratulações ao futuro ministro Marun
Proposta do deputado estadual Paulo Siufi de congratulação ao deputado federal Carlos Marun (ambos do PMDB) que tomará posse como ministro-chefe da Secretaria de Governo na quinta-feira em Brasília gerou hoje bate-boca de deputados peemedebistas e petistas na Assembleia Legislativa, em Campo Grande. 
 
Pedro Kemp (PT) usou o microfone de apartes para criticar Marun, afirmando que o deputado "presta um desserviço ao país", por trabalhar em favor do governo por "projetos que retiram direitos dos trabalhadores" e disse que sua atuação é "uma vergonha" para o estado. 
 
Eduardo Rocha (PMDB) rebateu, acusando Kemp de defender o "condenado" Lula. 
 
O petista retrucou chamando o governo Temer de "ilegítimo" e "golpista", apoiado pelos companheiros de bancada Amarildo Cruz, Cabo Almi e João Grandão. 
 
Depois do bafafá e gritos em plenário, o presidente da Casa Júnior Mochi (PMDB) acalmou os ânimos. A votação ficou para amanhã e, embora sem o voto dos petistas, tem apoio da maioria e deve ser aprovada. Veja o vídeo.



Carlos Marun durante reunião da CPI da JBS hoje ao apresentar seu relatório em que pede o indiciamento de Rodrigo Janot

Postado por Marco Eusébio , 12 Dezembro 2017 às 12:15 - em: Principal

O deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da CPI da JBS, entregou hoje aos deputados e senadores da comissão seu parecer final e anunciou que pediu o indiciamento do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e de seu ex-chefe de gabinete, o procurador Eduardo Pelella, por supostos crimes de abuso de autoridade, prevaricação e incitação "à subversão da ordem política ou social", previsto na Lei de Segurança Nacional. Para Marun, a cúpula da PGR, ao firmar o acordo de delação com executivos da JBS, visava depor o presidente Michel Temer e interferir na sucessão de Janot na PGR. "Em relação ao senhor Janot, houve muitas flechas lançadas ao ar com o objetivo derrubar o presidente", disse.
 
Marun também pede a anulação de provas, que ele considera ilegais, fornecidas por Joesley Batista, incluindo as conversas gravadas por ele com Temer e o senador Aécio Neves (PSDB-MG). "São provas ilícitas obtidas sem autorização do Supremo Tribunal Federal", explicou. Para o relator, só podem serem consideradas provas lícitas as obtidas a partir de 10 de abril, quando o STF autorizou as chamadas operações controladas.
 
O relatório também pede o indiciamento o ex-procurador Marcello Miller, os irmãos Joesley e Wesley Batista, além do executivo do grupo J&F Ricardo Saud. O texto precisa ser aprovado na CPI para ser enviado ao Ministério Público Federal (MPF), que deve se pronunciar sobre as recomendações. Caso não aprove o parecer, a comissão deve apresentar um relatório paralelo. (Com Agência Câmara)



Embora o cargo de ministro chefe da Secretaria de Governo esteja vago desde sexta, Marun vai esperar até quinta

Postado por Marco Eusébio , 11 Dezembro 2017 às 17:15 - em: Principal

Como Michel Temer tem empossado ministros tão logo a vaga seja aberta em seu governo, o fato de ter marcado para quinta-feira às 17h (DF) a posse de Carlos Marun na Secretaria de Governo, sem titular desde a saída de Antonio Imbassahy na sexta, deixou muita gente curiosa. A data escolhida não foi por acaso: Marun é relator da CPI da JBS, e o presidente quer que ele continue deputado até a manhã de quinta, quando seu relatório deve ser votado na Casa.




Telefones dos Correios em Campo Grande foram religados na quarta: sindicato acusa gestão política do PSD e PMDB

Postado por Marco Eusébio , 11 Dezembro 2017 às 09:00 - em: Principal

A Superintendência dos Correios em Mato Grosso do Sul ficou sem telefone por quase uma semana, religado na quarta-feira, e o "corte teria ocorrido por falta de pagamento" diz o Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de MS (Sintect-MS) em nota enviada à imprensa na sexta-feira anterior. A presidente do sindicato, Elaine Regina Oliveira, atribui os problemas à gestão política da ECT, cujos cargos de chefia no estado estariam ocupados por indicados do PSD, ligados segundo ela ao prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad, e do PMDB, por meio do deputado e futuro ministro Carlos Marun. "A interferência política na empresa, em nível local assim como em nível nacional, tem acarretado o sucateamento dos Correios e isso chega a parecer premeditado para justificar a privatização", afirma Elaine.




Michel Temer participa em Buenos Aires de reunião da OMC que visa concluir acordo de comércio do Mercosul e União Européia

Postado por Marco Eusébio , 10 Dezembro 2017 às 13:00 - em: Principal

Carlos Marun, que na próxima quinta-feira em Brasília assumirá o cargo de ministro chefe da Secretaria de Governo e será responsável pelas articulações políticas com o Congresso, integra a comitiva de Michel Temer que participa neste domingo em Buenos Aires da 11ª Reunião Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), onde espera-se que seja concluído o acordo de comércio entre Mercosul e União Europeia. Além de Marun, Temer convidou o relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), visando aproveitar a viagem e debater a estratégia para votar o texto neste ano. Ao blog do Gerson Camarotti, da Globo.Com, Marun defendeu a proposta do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de iniciar os debates sobre a reforma já na quinta-feira. "O ambiente é favorável, a contabilidade tem aumentado a favor da reforma da Previdência, mas é preciso agora criar uma onda a favor da reforma".




Postado por Marco Eusébio , 09 Dezembro 2017 às 21:15 - em: Principal


Marun informou aos seus contatos do WhatsApp que foi convidado por Temer e confirmou a posse para a próxima quinta-feira

Postado por Marco Eusébio , 09 Dezembro 2017 às 20:30 - em: Principal

Agora é oficial. Após conversar com o presidente Michel Temer, Carlos Marun (PMDB-MS) acaba confirmar o convite para ser ministro-chefe da Secretaria de Governo. O deputado acaba de enviar a seguinte mensagem para seus contatos no WhatsApp: "Amigos, o presidente Temer me convidou há pouco para exercer a função de ministro da Secretaria de Governo. A posse será na próxima quinta-feira. Agradeço as manifestações de apoio e apreço já recebidas."




Consultado, Marun respondeu pelo WhatsApp ao Blog que ainda não conversou com Temer, que está em São Paulo

Postado por Marco Eusébio , 08 Dezembro 2017 às 20:00 - em: Principal

Embora a imprensa nacional tenha divulgado que Michel Temer já confirmou à bancada do PMDB que ele será o novo ministro-chefe da Secretaria de Governo, o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) acaba de responder aqui ao Blog, via WhatsApp, que ainda não conversou com o presidente e, por isso, por enquanto, não vai se pronunciar sobre o assunto.

Marun escreveu:

– "Não recebi o convite oficial. O presidente está em São Paulo. Sou vou falar a respeito se e quando o convite acontecer."




Michel Temer entregará comando das relações políticas do Planalto com o Congresso a Carlos Marun

Postado por Marco Eusébio , 08 Dezembro 2017 às 16:45 - em: Principal