Campo Grande, Sábado , 24 de Junho - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: aecio-neves

O maranhense João Alberto Souza alegou haver 'armação' contra Aécio Neves e arquivou pedido de cassação

Postado por Marco Eusébio , 23 Junho 2017 às 19:15 - em: Principal

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), arquivou o pedido de cassação do mandato do senador mineiro feito pela Rede e PSOL por quebra de decoro, após o tucano ser citado na delação da JBS como beneficiário de esquema de propina. Souza, que é ligado a José Sarney, alegou não haver "elementos convincentes" para processar o colega mineiro.
 
"Me parece que fizeram uma grande armação contra o senador Aécio. Fizeram com que ele entrasse naquilo, inclusive, de acordo com a Polícia Federal. Eu não vejo motivo, não me convence, pedir cassação de um senador eleito por milhões de votos em função de uma armação feita com o senador", afirmou o maranhense. 
 
Suplente do conselho, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que vai buscar apoio dos demais integrantes do colegiado para recorrer contra a decisão. "Se um manifesto esquema de recebimento de propina não for quebra de decoro parlamentar, nada mais é", declarou.
 
A direção nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) afirmou, em nota, que, com a decisão, o presidente do Conselho de Ética do Senado consegue "debochar da sociedade" e "agredir o Estado Democrático". (Com G1)



Supremo adiou decisão sobre prisão de Aécio e liberou sua irmã Andréa e mais dois presos para o regime domiciliar

Postado por Marco Eusébio , 20 Junho 2017 às 17:45 - em: Principal

O Supremo segue libertador dos alvos da Lava Jato. O presidente da Primeira Turma da Corte, Marco Aurélio Mello, retirou hoje da pauta e adiou a decisão sobre o pedido de prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) feito pelo Ministério Público Federal. A decisão foi tomada após a defesa do senador apresentar novo recurso pedindo que o caso seja analisado pelo plenário do STF. Além disso, por mai Por maioria de votos, a turma também resolveu converter em domiciliar as prisões preventivas da irmã do tucano, Andréa Neves, do primo, Frederico Pacheco de Medeiros, e de Mendherson Lima, ex-assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG) que deixarão o cárcere e serão monitorados por tornozeleira eletrônica.




Se Aécio não for preso, como a irmã e o primo, o Supremo vai confirmar que só pune assessores

Postado por Marco Eusébio , 19 Junho 2017 às 18:15 - em: Principal

Da resenha de hoje do site Migalhar jurídicas:
 
"Pergunta do dia
 
– Aécio será preso amanhã?
 
Resposta
 
– Sem vacilação, nem obstinação: será.
 
Fundamentação
 
Os motivos da prisão serão os mesmos da irmã e de Fred. Afinal de contas, eles só estão presos por conta de Aécio. De fato, não fosse ele o agente político, não haveria tanta promiscuidade em pegar R$ 2 milhões em sacolas e rasgar a rodovia Fernão Dias com as malas de dinheiro. Mas há mais: se ele não for preso, o Supremo ficará sendo o Tribunal que pune só assessores. E nem venha com argumento da soberania do voto popular, pois este S. Exa. traiu, e os mineiros de bem ainda estão desacorçoados depois daquele áudio mefistofélico.
 
Efeitos colaterais
 
Se não for preso pelo STF, o fato é que Aécio estará preso pelas circunstâncias. Tudo muito ruim para quem teve mais de 50 milhões de votos. A não prisão dá uma sobrevida ao governo, pois mantém o casamento PMDB-PSDB. A eventual prisão, por outro lado, dá razão aos que queriam pular fora do governo e deixar que Aécio se explique sozinho. E, neste caso, a decisão de ficar no governo pode ser revista esta semana mesmo. De maneira que a prisão de Aécio ganha também este componente governamental."



Aécio tem lembrado a correligionários que tem uma excelente memória sobre os últimos 20 anos

Postado por Marco Eusébio , 19 Junho 2017 às 15:30 - em: Principal

"Não foi só companheirismo que fez os tucanos agirem para proteger Aécio Neves. A mais de um correligionário, Aécio lembrou que tem excelente memória sobre os últimos 20 anos do partido e de pecados de diferentes tamanhos de seus mais ilustres integrantes", lembra Guilherme Amado no blog do Lauro Jardim em O Globo.




Aécio pode ficar despreocupado em relação aos seus famosos 'inimigos' petistas

Postado por Marco Eusébio , 01 Junho 2017 às 16:00 - em: Principal


Aécio Neves: situação do tucano se complica com documentos apreendidos pela Polícia Federal

Postado por Marco Eusébio , 26 Maio 2017 às 19:00 - em: Principal

A Polícia Federal encontrou "comprovantes de depósitos e anotações manuscritas, dentre elas a inscrição CX 2" – que seria referência a caixa 2 – em apreensões nas residências e no gabinete de Aécio Neves (PSDB-MG) durante a Operação Patmos, deflagrada no dia 18. Esses documentos estavam no apartamento do senador afastado na Avenida Vieira Souto, endereço elegante do Rio de Janeiro. Nos endereços foram apreendidos também celulares, obras de arte, documentos e anotações sobre a Construtora Norberto Odebrecht e o empresário Joesley Batista, da JBS; um aparelho bloqueador de sinal telefônico, uma escultura e 15 quadros – um com a inscrição “Portinari".
 
No gabinete do tucano no Senado foram apreendidas cópias de uma agenda de 2016 com os nomes de Joesley e da irmã de Aécio, Andrea Neves, presa na operação; e uma "folha manuscrita contendo dados do CNO (Construtora Norberto Odebrecht)". Há ainda um "papel manuscrito contendo anotações citando o ministro Marcelo Dantas", em uma possível indicação ao ministro do STJ Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, investigado na Lava Jato. 
 
A lista inclui "folhas impressas no idioma aparentemente alemão, relativo a Nobert Muller". Norbert Muller e a esposa Christine Puchmann são doleiros que já foram investigados na Justiça Federal do Rio, na Operação Norbert. O casal, conforme essas investigações, seria responsável por criar e manter contas bancárias em Liechtenstein, paraíso fiscal na Europa. Na investigação havia uma referência a Inês Maria Neves Faria, mãe de Aécio. Os doleiros foram denunciados, mas o inquérito foi arquivado.
 
O senador cassado Delcídio Amaral (MS), em sua delação premiada, relatou ter ouvido de José Janene – ex-líder do PP, morto em 2010 – que Aécio era beneficiário "de uma fundação sediada em um paraíso fiscal, da qual ele seria dono ou controlador de fato e que essa fundação seria sediada em Liechtenstein" e "que o declarante não sabe precisar, mas ao que parece, a fundação estaria em nome da mãe ou do próprio Aécio Neves". (Com Veja e Estadão)



Aécio, conforme Rodrigo Janot, vem adotado estratégias constantes de obstrução da Lava Jato

Postado por Marco Eusébio , 23 Maio 2017 às 09:00 - em: Principal

Em agravo regimental contra decisão do relator da Lava Jato ministro Edson Fachin que negou o pedido anterior, Rodrigo Janot voltou a pedir ao Supremo a prisão de Aécio Neves (PSDB-MG), que passado o impacto recorre para voltar ao Senado, e do deputado federal Rocha Loures (PMDB-PR). Como ambos têm o chamado foro privilegiado, só o STF pode determinar a prisão deles, que, conforme Janot, "é imprescindível para a garantia da ordem pública e da instrução criminal, diante do fatos gravíssimos imputados aos congressistas e do flagrante por crime inafiançável". O procurador-geral da República argumenta que as gravações e interceptações telefônicas demonstram que Aécio e Loures "vêm adotando, constante e reiteradamente, estratégias de obstrução de investigações da Operação Lava Jato".




Aécio pediu a Gilmar Mendes para convencer senador Flexa Ribeiro a seguir seu foto

Postado por Marco Eusébio , 19 Maio 2017 às 15:30 - em: Principal

Com ordens judiciais emitidas pelo Supremo na Operação Patmos, a Polícia Federal interceptou uma conversa telefônica de Aécio Neves (PSDB) com o ministro do STF Gilmar Mendes no dia 26 de abril. Conforme a Folha de S.Paulo, o senador investigado pediu ao ministro para que telefonasse para o senador Flexa Ribeiro para que este siga a orientação de voto proposta por ele, Aécio, no projeto que tratava de "abuso de autoridade" em discussão no Congresso.
 
Em resposta ao pedido de Aécio, o ministro do STF respondeu: "O Flexa, tá bom, eu falo com ele". Conforme a Polícia Federal, no mesmo dia o plenário do Senado aprovou o substitutivo do senador Roberto Requião (PMDB-PR) ao projeto que altera a definição dos crimes de abuso de autoridade.
 
A investigação, coforme a Folha, também interceptou duas ligações telefônicas entre Aécio e o próprio diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello. Na primeira conversa, Aécio fala sobre o depoimento dele, que estava marcado na Operação Lava Jato, que depois seria adiado por decisão do ministro Gilmar Mendes. Numa segunda ligação, Aécio pede um espaço na agenda de Daiello para "falar sobre a previdência", em discussão no Congresso. 
 
Na operação, ainda conforme o jornal, a PF também interceptou pelo menos uma conversa telefônica entre o presidente Michel Temer e seu ex-assessor e homem de confiança, o atual deputado federal Rodrigo Loures (PMDB-PR). No diálogo, Temer fala trata com Loures sobre de uma expectativa que o deputado federal tinha a respeito de novas regras para o setor de portos.
 
Os documentos revelam que os aparelhos telefônicos de Aécio e de Loures estavam sob interceptação judicial - ou seja, os grampos não ocorreram nos telefones de Gilmar Mendes e de Michel Temer. No juridiquês, são provas coletadas de "forma fortuita", diz a Folha de S.Paulo.



Aécio Neves: denúncia de Joesley vai bem além do recente pedido de R$ 2 milhões

Postado por Marco Eusébio , 19 Maio 2017 às 09:00 - em: Principal

Por Guilherme Amado no blog do Lauro Jardim em O Globo:
 
"A delação de Joesley Batista tem outros trechos devastadores para Aécio Neves, além da gravação em que Aécio pede R$ 2 milhões. Joesley revela que pagou propina de cerca de R$ 60 milhões em 2014 para Aécio, por meio da emissão de notas fiscais frias a diversas empresas. O dono da JBS também revela que comprou o apoio de partidos políticos para apoiar Aécio a presidente."



Aécio e Michel Temer: principais alvos da delação apocalíptica de Joesley Batista, da JBS

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 20:00 - em: Principal

Do Fausto Macedo em blog no Estadão:
 
"Chama Operação Patmos, a ação da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República que nesta quinta-feira, 18, cercou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), prendeu sua irmã Andrea e seu primo Fred.
 
Patmos é uma pequena ilha da Grécia no mar Egeu. É conhecida por seu o local para onde o apóstolo João foi exilado, segundo o livro bíblico de Apocalipse. Ali, João recebeu as revelações do apocalipse.
 
Com Patmos, a Procuradoria-Geral da República anuncia o apocalipse político."