Campo Grande, Quinta-Feira , 17 de Agosto - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: aecio-neves

Aécio Neves está agora nas mãos de cinco ministros da 1ª Turma do Supremo, dentre eles Marco Aurélio Mello

Postado por Marco Eusébio , 01 Agosto 2017 às 09:00 - em: Principal

Rodrigo Janot voltou a pedir ao Supremo a prisão de Aécio Neves, acusado de pedir e receber R$ 2 milhões de Joesley Batista. Afastado do cargo de senador a pedido do procurador-geral da República, por decisão relator da Lava Jato no STF Edson Fachin, Aécio retomou as funções no Senado por decisão do ministro Marco Aurélio Mello. Tanto Fachin quanto Marco Aurélio haviam rejeitado o pedido da PGR para prender o tucano. Esse novo pedido será julgado pela Primeira Turma do Supremo, que tem cinco ministros e Aécio já deve contar com um voto a seu favor, pois Marco Aurélio integra o colegiado.




Na manhã de hoje senadores do Conselho de Ética arquivaram por 14 votos a 4 o pedido de cassação de Aécio

Postado por Marco Eusébio , 06 Julho 2017 às 12:20 - em: Principal

Por onze votos a quatro, o Conselho de Ética do Senado decidiu na manhã de hoje o arquivamento definitivo do pedido de cassação do mandato de Aécio Neves (PSDB-MG) feito pela Rede, confirmando decisão tomada no dia 23 de junho pelo presidente do colegiado, João Alberto Souza (PMDB-MA). A base do governo Michel Temer foi decisiva no resultado, já que Aécio lidera a ala que quer permanecer apoiando o Planalto, embora os tucanos estejam divididos a respeito do desembarque do governo. Vice-presidente do conselho, o senador Pedro Chaves (PSC-MS) votou a favor do arquivamento. Questionado por jornalistas em Brasília, o sul-mato-grossense, conforme sua assessoria disse há pouco ao Blog, afirmou não ter mudado de ideia, embora tenha assinado o requerimento para que o pedido fosse levado à votação pois defendia que o assunto fosse decidido por todos os senadores do colegiado, e não apenas pelo presidente.




Aécio promete seguir no mandato com a 'seriedade e determinação que jamais me faltaram em 32 anos de vida pública'

Postado por Marco Eusébio , 01 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

"Sempre acreditei na justiça", disse Aécio Neves (PSDB-MG) em nota, sobre a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo, proferida ontem, que recusou pedido de prisão contra ele e lhe devolveu as prerrogativas do mandato de senador, além de suspender outras medidas que lhe haviam sido impostas pelo relator da delação da JBS no STF, Edson Fachin. "Recebo com absoluta serenidade a decisão do Ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, da mesma forma como acatei de forma resignada e respeitosa a decisão anterior”, afirmou o tucano. "Sempre acreditei na Justiça do meu país e seguirei no exercício do mandato que me foi conferido por mais de 7 milhões de mineiros, com a seriedade e a determinação que jamais me faltaram em 32 anos de vida pública", acresentou Aécio na nota.




Ministro Marco Aurélio Mello, que hoje assegurou a liberdade de Aécio, e a presidente do Supremo Cármen Lúcia

Postado por Marco Eusébio , 30 Junho 2017 às 13:15 - em: Principal

Nesta sexta-feira em que Marco Aurélio Mello decidiu manter a liberdade de Aécio Neves e devolveu ao tucano suas prerrogativas de senador, a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, declarou na sessão de encerramento das atividades do primeiro semestre do STF, que agora entra em recesso: "O clamor por justiça que hoje se ouve em todos os cantos do País não será ignorado em qualquer decisão desta Casa". Leia mais aqui no site do STF.




Além de negar pedido de prisão, Marco Aurélio revogou medidas de Fachin que havia afastado Aécio do Senado

Postado por Marco Eusébio , 30 Junho 2017 às 12:00 - em: Principal

Aécio Neves poderá voltar a exercer suas funções de senador, entrar em contato com sua irmã e outros investigados na delação da JBS e até deixar o País. A decisão é do ministro do Supremo, Marco Aurélio Mello, que, além de negar pedido de prisão do tucano mineiro, determinou na manhã desta sexta-feira o restabelecimento da sua situação jurídico-parlamentar. Aécio estava afastado da função desde o dia 17 de maio pelo ministro Edson Fachin, relator da delação da JBS, que também o proibiu de falar com outros investigados ou se ausentar do País. O "libertador" Marco Aurélio afastou todas essas medidas cautelares.




Com titular que arquivou pedido de cassação internado, Pedro Chaves assumiu presidência do Conselho de Ética

Postado por Marco Eusébio , 28 Junho 2017 às 12:15 - em: Principal

O senador Pedro Chaves (PSC-MS) assumiu a presidência do Conselho de Ética do Senado em substituição ao presidente João Alberto Souza (PMDB-MA) que foi internado no início da semana no Instuto do Coração em Brasília. Em reunião com demais membros do conselho na noite anterior, Chaves convocou para a próxima quarta-feira sessão que vai analisar o recurso protocolado ontem (leia aqui), com aval do sul-mato-grossense, pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que pede o desarquivamento de seu pedido de cassação do mandato de Aécio Neves (PSDB-MG). Se João Alberto não retomar a função até lá, Pedro Chaves vai presidir a reunião que decidirá o assunto.




Randolfe protocolou recurso para desarquivamento do seu pedido de cassação do mandato de Aécio Neves

Postado por Marco Eusébio , 27 Junho 2017 às 19:00 - em: Principal

O senador Ranfolfe Rodrigues (Rede-AP) obteve a assinagura de cinco titulares do Conselho de Ética do Senado conforme prevê o regulamento – do vice-presidente Pedro Chaves (PSC-MS) e de Lasier Martins (PSD-RS), José Pimentel (PT-CE), João Capiberibe (PSB-AP) e Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) – e protocolou hoje recurso pedindo o desarquivamento de seu pedido de cassação do mandato de senador de Aécio Neves (PSDB-MG). Além dos cinco titulares, três senadoras suplentes do colegiado também assinam o pedido: Regina Sousa (PT-PI), Ângela Portela (PDT-RR) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). O pedido de cassação de Aécio foi arquivado na sexta-feira pelo presidente do Conselho de Ética, João Alberto (PMDB-MA). Como ele foi internado hoje (leia aqui) com problemas cardíacos, sua assessoria disse ao G1 DF que não há previsão de quando João Alberto vai convocar os 15 titulares do conselho para analisar o pedido protocoloado hoje por Randolfe.




Pedro Chaves na rádio hoje: 'suspeitas sobre Aécio são extremamente graves e devem ser investigadas'

Postado por Marco Eusébio , 26 Junho 2017 às 11:15 - em: Principal

Na condição de vice-presidente do Conselho de Ética do Senado, o senador Professor Pedro Chaves (PSC-MS) anunciou hoje que vai assinar requerimento a ser apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para tentar reverter a decisão do presidente do colegiado João Alberto de Souza (PMDB-MA) que, sem consultar os demais integrantes do conselho, arquivou os pedidos de cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG) feitos pela Rede e pelo PSOL (leia aqui). "Vamos trabalhar no sentido de reunir as 5 assinaturas dos demais membros do Conselho de Ética, necessárias a abrir a investigação", disse Chaves à Rádio Difusora Pantanal de Campo Grande hoje pela manhã. Para o sul-mato-grossense, as suspeitas sobre Aécio que embasaram decisão do Supremo para afastá-lo do mandato "são extremamente graves e merecem, no mínimo, ser investigadas".




O maranhense João Alberto Souza alegou haver 'armação' contra Aécio Neves e arquivou pedido de cassação

Postado por Marco Eusébio , 23 Junho 2017 às 19:15 - em: Principal

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), arquivou o pedido de cassação do mandato do senador mineiro feito pela Rede e PSOL por quebra de decoro, após o tucano ser citado na delação da JBS como beneficiário de esquema de propina. Souza, que é ligado a José Sarney, alegou não haver "elementos convincentes" para processar o colega mineiro.
 
"Me parece que fizeram uma grande armação contra o senador Aécio. Fizeram com que ele entrasse naquilo, inclusive, de acordo com a Polícia Federal. Eu não vejo motivo, não me convence, pedir cassação de um senador eleito por milhões de votos em função de uma armação feita com o senador", afirmou o maranhense. 
 
Suplente do conselho, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que vai buscar apoio dos demais integrantes do colegiado para recorrer contra a decisão. "Se um manifesto esquema de recebimento de propina não for quebra de decoro parlamentar, nada mais é", declarou.
 
A direção nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) afirmou, em nota, que, com a decisão, o presidente do Conselho de Ética do Senado consegue "debochar da sociedade" e "agredir o Estado Democrático". (Com G1)



Supremo adiou decisão sobre prisão de Aécio e liberou sua irmã Andréa e mais dois presos para o regime domiciliar

Postado por Marco Eusébio , 20 Junho 2017 às 17:45 - em: Principal

O Supremo segue libertador dos alvos da Lava Jato. O presidente da Primeira Turma da Corte, Marco Aurélio Mello, retirou hoje da pauta e adiou a decisão sobre o pedido de prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) feito pelo Ministério Público Federal. A decisão foi tomada após a defesa do senador apresentar novo recurso pedindo que o caso seja analisado pelo plenário do STF. Além disso, por mai Por maioria de votos, a turma também resolveu converter em domiciliar as prisões preventivas da irmã do tucano, Andréa Neves, do primo, Frederico Pacheco de Medeiros, e de Mendherson Lima, ex-assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG) que deixarão o cárcere e serão monitorados por tornozeleira eletrônica.