Campo Grande, Quinta-Feira , 19 de Outubro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br
Depois de gerar suspense com outdoors, campanha de marketing diz que 'O Povo na TV' é líder de audiência em MS

Postado por Marco Eusébio , 19 Outubro 2017 às 12:15 - em: Principal

Fim do suspense. Depois dos outdoors dizendo que "deixa o SBT MS" e gerar especulações sobre suposto convite para outra emissora e até de que deixaria o programa para ser candidato nas eleições de 2018, hoje saiu a nova parte da campanha de marketing do apresentador de TV Tatá Marques conforme divulgado aqui ontem. Via WhatsApp, o Tatá enviou ao Blog a imagem do anúncio de jornal acima dizendo que ele deixa o SBT na liderança de audiência no horário com 'O Povo na TV'.




Bola murcha: campanha inspirada futebol quando o Brasil continua perdendo para sí próprio é gol contra

Postado por Marco Eusébio , 19 Outubro 2017 às 11:00 - em: Papo de Arquibancada

Do site O Antagonista:
 
"Tite tem de processar Elsinho Mouco.
 
O marqueteiro do Palácio do Planalto, diz Andreza Matais, preparou uma campanha em que Michel Temer é comparado ao técnico brasileiro e Dilma Rousseff é associada a Felipe Scolari.
 
'A campanha é inspirada na derrota do Brasil por 7 a 1 para a Alemanha e na reviravolta do time com a mudança do técnico.'
 
O Brasil continua perdendo de goleada."



Postado por Marco Eusébio , 19 Outubro 2017 às 10:20 - em: Principal




Trabalho escravo 'liberado' pode ser tiro no pé' do governo e dos setores de exportação: setor em risco para beneficiar bandidos

Postado por Marco Eusébio , 19 Outubro 2017 às 09:00 - em: Principal

A mudança nas regras na definição de trabalho escravo no Brasil – que agradam a bancada ruralista em um momento em que Michel Temer faz o que pode para angariar votos na Câmara para se manter no poder – pode sair pela culatra. Membros da União Européia sinalizam que essas mudanças podem prejudicar as exportações do Brasi, diz a Folha de S.Paulol. O ex-ministro Rubens Ricupero disse ao jornal que esse "1retrocesso" leva o país aos anos 90 nas vendas externas. Ou seja, prejudicar trabalhadores e todo um setor pelo interesse de alguns, além de maldade, parece burrice coletiva.




Postado por Marco Eusébio , 19 Outubro 2017 às 08:00 - em: Principal

O Estado de S.Paulo - SP
"Temer vence na CCJ e Maia marca votação de denúncia no dia 25"
 
O Globo - RJ
"Câmara deve absolver Temer por ampla maioria"
 
Folha de S.Paulo - SP
"Comissão da Câmara rejeita a 2a. denúncia contra Temer"
 
Correio do Estado - MS
"Comissão da Câmara rejeita 2ª denúncia contra Temer"
 
O Estado - MS
"Comissão rejeita segunda denúncia contra Temer"
 
Correio Braziliense - DF
"Brasília, uma capital com sede de chuva"
 
Diário de Cuiabá - MT
"Cabo Geron acusa Gaeco e juíza Selma de grampos ilegais"
 
A Tarde - BA
"CCJ da Câmara rejeita 2ª denúncia contra Temer"
 
Estado de Minas - MG
"CCJ rejeita segunda denúncia contra Temer"
 
Zero Hora - RS
"Comissão da Câmara rejeita a segunda denúncia contra Temer"
 
Jornal do Commercio - PE
"Falta energia. Sobram problemas"
 
Diário Catarinense - SC
"Defensoria pede liberdade a suspeitos de liderar facção"
 
Gazeta de Alagoas - AL
"CCJ recomenda rejeição da 2ª denúncia contra Temer"



Placar da votação na CCJ que aprovou arquivamento. Decisão sobre a denúncia será tomada na próxima quarta-feira

Postado por Marco Eusébio , 18 Outubro 2017 às 19:45 - em: Principal

Por 39 votos favoráveis e 26 contrários, a CCJ da Câmara aprovou o relatório que propõe o arquivamento da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Michel Temer. A decisão final será tomada no plenário da Casa em sessão marcada por Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a quarta-feira (25) da semana que vem, conforme acaba de divulgar o Jornal Nacional.




Sérgio Medeiros e o livro 'A idolatria poética ou a febre de imagens', finalista do Prêmio de Literatura da Biblioteca Nacional

Postado por Marco Eusébio , 18 Outubro 2017 às 17:45 - em: Principal

De autoria do escritor sul-mato-grossense radicado em Florianópolis (SC) Sérgio Medeiros, o livro "A idolatria poética ou a febre de imagens", lançado neste ano pela editora Iluminuras, é um dos três finalistas na categoria poesia do prêmio de literatura anual da Biblioteca Nacional, versão 2017. O vencedor será anunciado em novembro e reeberá R$ 30 mil. Além do nosso leitor Sérgio Medeiros, concorrem Ana Estaregui, com a obra "Coração de Boi" da Editora 7 Letras e Fábio Weintraub, com a obra "Falso trajeto", da Editora Patuá.




Delcídio que não conseguiu o mesmo privilégio concedido por senadores a Aécio pretende recorrer em busca do mandato

Postado por Marco Eusébio , 18 Outubro 2017 às 16:30 - em: Principal

"Delcídio do Amaral se animou com a decisão que beneficiou Aécio Neves e já prepara recurso ao Supremo para recuperar seu mandato de senador", diz o site O Antagonista, que acrescentou: "Está certíssimo". À coluna Painel, da Folha, Delcídio afirma que "o desfecho do caso Aécio vai salvar a todos os partidos" e mostra a reação da política. "Vai sobrar para o PT. Mais especificamente para o Lula."




Postado por Marco Eusébio , 18 Outubro 2017 às 15:30 - em: Principal

Do jornalista Ricardo Noblat (O Globo) no Twitter.




União foi condenada a indenizar em R$ 20 mil candidato aprovado, e não convocado, para vaga temporária no governo

Postado por Marco Eusébio , 18 Outubro 2017 às 14:30 - em: Principal

A União terá de pagar R$ 20 mil por danos morais a um candidato aprovado em 2006 em concurso para cargo temporário no Ministério da Integração Nacional, dentro do número de vagas previsto no edital, que não foi nomeado no prazo de validade da seleção. A decisão é 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Na primeira instância, os pedidos do candidato foram rejeitados pelo juízo, que considerou que não cabia direito à indenização porque a seleção buscou apenas contratação temporária. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (SC, RS e PR) reformou a sentença e fixou a indenização em R$ 100 mil. A União recorreu ao STJ, onde o ministro Benedito Gonçalves reduziu o valor de indenização para R$ 20 mil, entendimento mantido pela 1ª Turma da corte. Relator, Benedito Gonçalves destacou a gravidade da conduta da administração pública, que, ao agir de forma imprudente ao fixar as vagas e não convocar todos os aprovados, gerou "sofrimento desnecessário" ao candidato. (Com STJ)