Temer decide mandar Battisti de volta à Itália caso o Supremo não livrar o italiano

Temer decide mandar Battisti de volta à Itália caso o Supremo não livrar o italiano
Legenda: Cesare Battisti ao ser preso em Corumbá: italiano será extraditado por Temer caso STF não conceda habeas corpus

Postado por Marco Eusébio , 11 Outubro 2017 às 15:53 - em: Principal

O governo de Michel Temer decidiu revogar a condição de refugiado do italiano Cesare Battisti e extraditá-lo para seu país de origem, mas vai esperar o Supremo decidir se concederá ou não um habeas corpus preventivo ao italiano, solicitado por sua defesa. As informações foram divulgadas hoje no site da Folha de S.Paulo. Condenado à prisão perpétua na Itália, acusado de assassinatos e terrorismo nos anos 70 como ativista do grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), Battisti vive no Brasil como refugiado, condição concedida a ele pelo governo Lula. Sob risco de extradição, foi preso na semana passada em Corumbá (MS) tentando entrar na Bolívia e teve sua prisão preventiva decretada pelo juiz federal de Campo Grande, Odilon de Oliveira. No dia seguinte, o desembargador José Marcos Lunardelli, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), que mandou soltar o italiano, alegando que ele teria visto de permanência no Brasil e não seria mais refugiado.