Campo Grande, Quarta-Feira , 28 de Junho - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br
Fayez Fez José Rizk escreveu desabafo no Facebook frustrado com desfigurações do Plano Diretor em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 22 Junho 2017 às 13:45 - em: Principal

Dizendo-se cansado de ver por décadas o Plano Diretor de Campo Grande ser desfigurado por vereadores para atender interesses de especuladores, o arquiteto Fayez José Rizk, o "Fez", postou hoje no Facebook o seguinte desabafo sobre os atuais debates relacionados ao conjunto de diretrizes que ordena o crescimento da cidades e define áreas residenciais, comerciais etc.:
 
"Sobre Plano Diretor.
 
Estão sendo realizadas reuniões sobre a reforma do Plano Diretor.
 
Importante, mas não participei de nenhuma e nem tenho vontade de participar e explico.
 
Há mais de quarenta anos participo ativamente do planejamento urbano, não só em Campo Grande, mas em várias localidades brasileiras. 
 
E estou frustrado.
 
Por exemplo, no começo da década de 80, juntamente com os Arquitetos Elvio Garabini, Celso Costa e Lauro Malaquias fizemos a primeira reforma da Plano Lerner para Campo Grande, elaborado em 1978. Resultado: nem nos livros de história consta essa intervenção.
 
Planos? Vários, participei ou tomei conhecimento.
 
Resultado: TODOS, absolutamente TODOS, são desfigurados pelos 'representantes do povo', os vereadores, nas famosas sessões de final de ano, onde eles atendem aos especuladores, que aqui nessa outrora bela cidade são alcunhados de 'investidores'. Ou seja, dá-se um jeitinho daqui, outro dali e tudo é permitido para quem tem dinheiro e 'prestígio' político.
 
Então fico aqui no conforto da minha cadeira observando..."
 
Leia aqui a íntegra no Facebook.



Verba indenizatória para vereadores de Campo Grande dobrou de R$ 8,4 mil para R$ 16,8 mil neste ano

Postado por Marco Eusébio , 22 Junho 2017 às 12:30 - em: Principal

O juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, suspendeu em liminar concedida a pedido do Ministério Público atos da Câmara que dobraram de R$ 8,4 mil para R$ 16,8 mil o valor das verbas indenizatórias pagas a cada um dos 29 vereadores da Capital, autorizados no início do ano pelo presidente do Legislativo, João Rocha (PSDB), e pelo primeiro-secretário, Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSD). Além do salário de R$ 15 mil, cada vereador tem direito a gastar essa verba para gastos com combustível, material de consumo, assinaturas de TV a cabo, jornais, revistas etc., e ser reembolsado com o dinheiro público. Conforme o MP estadual, o valor "ultrapassa aquilo que se enquadra como verbas indenizatórias" porque os próprios vereadores podem escolher fornecedores e serviços que ser contratados pela Câmara por meio de concorrência pública.




Postado por Marco Eusébio , 22 Junho 2017 às 11:45 - em: Principal

Charge do Amarildo em A Gazeta.




Zeca do PT na etapa estadual do congresso petista que o elegeu presidente da sigla em MS

Postado por Marco Eusébio , 22 Junho 2017 às 10:15 - em: Principal

Zeca do PT toma posse hoje na presidência do Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul com demais membros do colegiado. O evento será a partir das 19h no Plenarinho da Câmara dos Vereadores de Campo Grande. Zeca foi eleito em maio, após derrotar o ex-prefeito de Mundo Novo, Humberto Amaducci na etapa estadual do 6º Congresso Nacional Marisa Letícia Lula da Silva, e vai comandar a sigla pelos próximos dois anos com o desafio de unir o partido, que saiu fragmentado das últimas eleições municipais e busca se reerguer para a disputa eleitoral de 2018.




Joesley Batista, de boné, ao deixar a sede da Superintendência da Polícia Federal em Brasília

Postado por Marco Eusébio , 22 Junho 2017 às 09:00 - em: Principal

Dois policiais civis de São Paulo tiveram que dar explicações à Polícia Federal sobre o trabalho clandestino de segurança prestado a Joesley Batista. Os dois ficaram por mais de oito horas na Superintendência da PF, em Brasília, ontem, enquanto o empresário prestava depoimento em operações que apuram casos de fraudes e de corrupção. A lei proíbe que policiais façam esse tipo de serviço, mesmo em dias de folga. (Com Correio Braziliense) 



Postado por Marco Eusébio , 22 Junho 2017 às 08:00 - em: Principal

O Estado de S.Paulo - SP
"STF indica que confirmará delação de Joesley Batista"
 
O Globo - RJ
"STF indica que manterá regra sobre delação"
 
Folha de S.Paulo - SP
"Justiça barra plano de venda de ativos da JBS"
 
Correio do Estado - MS
"TCE aponta crime de Bernal em compra de lâmpadas"
 
O Estado - MS
"STF decide hoje validade de delação"
 
Correio Braziliense - DF
"STF sinaliza que, no fim, pode rever acordo de Joesley"
 
A Gazeta - MT
"30% do convênio entre AL e Faespe não foi executado"
 
A Tarde - BA
"AGU pede bloqueio de bens de Joesley Batista e da JBS"
 
Zero Hora - RS
"Em cada 10 alunos, nove têm problemas com a matemática"
 
Estado de Minas - MG
"Violência em queda"
 
Jornal do Commercio - PE
"A fogueira tá queimando"
 
Diário Catarinense - SC
"Justiça condena seis empresas e 16 pessoas pela Moeda Verde"
 
Gazeta de Alagoas - AL
"Operação contra crimes deixa dois mortos e prende quinze"



Helio José, que nomeou apadrinhados ao votar no impeachment de Dilma, ao atacar hoje o governo de Temer

Postado por Marco Eusébio , 21 Junho 2017 às 20:15 - em: Principal

Um dia depois de votar contra a reforma trabalhista, derrotada na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, o senador Helio José (PMDB-DF) ficou revoltado hoje. Acusou a gestão de Michel Temer de retaliação por exonerar dois apadrinhados dele e partiu para o ataque: disse que o governo é um "balcão de negócios" e que está "totalmente atacado de corrupção por todos os lados". 
 
A reação mostra como políticos brasileiros tratam a coisa pública. Os exonerados são Vicente Ferreira, que havia ganho uma diretoria na Sudeco, e Francisco Nilo, que deixa a Superintendência da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) no DF.
 
As nomeações deles aconteceram três semanas antes do impeachment de Dilma Rousseff, e foram vistas como moeda de troca para Hélio votar contra a petista e ajudar Temer a assumir o cargo. Na época, ao rebater críticas de servidores da SPU contra a indicação de Francisco Nilo, o senador Helio José afirmou:
 
 
Agora, como a situação é outra, parece estar cuspindo a melancia que comeu nesse tal balcão de negócios.
 
Veja aqui o vídeo do ataque de Helio José ao governo, na TV Senado.



Bolsonaro assombra adversários e a esquerda subindo nas pesquisas para as eleições presidenciais de 2018

Postado por Marco Eusébio , 21 Junho 2017 às 18:00 - em: Principal

"O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) lidera nas intenções de voto para 2018 no Distrito Federal. Pelo menos é o que revela uma pesquisa do Instituto Paraná. Bolsonaro é preferência para 19,1% dos eleitores, enquanto Joaquim Barbosa, caso dispute, aparece em segundo, com 14,1%. O ex-presidente Lula é terceiro colocado, com 13,2% das intenções de voto", diz o Blog Radar da Veja.




Wilson Barbosa Martins chega aos 100 anos como um capítulo especial da história de Mato Grosso do Sul

Postado por Marco Eusébio , 21 Junho 2017 às 17:00 - em: Principal

Wilson Barbosa Martins, primeiro governador eleito de Mato Grosso do Sul e um dos principais personagens da história do estado, está completando 100 anos de vida hoje e será homenageado em sessão espeial da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL) daqui há pouco, a partir das 19h. Na próxima segunda-feira, por indicação do deputado Eduardo Rocha (PMDB), a homenagem será em sessão solene da Assembleia Legislativa, a partir das 19h30, com apresentação da Orquestra Sinfônica de Campo Grande e dos irmãos cantores Alzira e Jerry Espíndola, com apoio da Fundação de Cultura de MS, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e do Diretório do PMDB Mulher.




Depois de vereadores levantarem o problema de corpos em maca no corredor, necrotério deve ser construído no local

Postado por Marco Eusébio , 21 Junho 2017 às 16:00 - em: Principal

Sem instituto médico legal (IML) ou outro local adequado na cidade de Amambai, corpos chegam a ficar por mais de um dia em macas nos corredores do Hospital Regional do município à espera do serviço funerário o que, além do desrespeito aos familiares, aumenta o risco de infecções. A direção do hospital confirmou ao site A Gazetanews que o problema é antigo, pois desde que foi inaugurado o local não dispõe de necrotério. Quando necessário, corpos são enviados para exame no IML de Ponta Porã, cidade 123 km distante. A situação levou dois vereadores, Ilzo Victor Arce (que é enfermeiro do hospital) e Janete Córdoba, a pedir providências. Depois disso, a direção do hospital informou ao site que um necrotério deve começar a ser construído nos próximos dias em parceria com a prefeitura.