Campo Grande, Terça-Feira , 23 de Maio - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br
Aécio e Michel Temer: principais alvos da delação apocalíptica de Joesley Batista, da JBS

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 20:00 - em: Principal

Do Fausto Macedo em blog no Estadão:
 
"Chama Operação Patmos, a ação da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República que nesta quinta-feira, 18, cercou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), prendeu sua irmã Andrea e seu primo Fred.
 
Patmos é uma pequena ilha da Grécia no mar Egeu. É conhecida por seu o local para onde o apóstolo João foi exilado, segundo o livro bíblico de Apocalipse. Ali, João recebeu as revelações do apocalipse.
 
Com Patmos, a Procuradoria-Geral da República anuncia o apocalipse político."



Gervásio, Mansour e Silmara: ordem é manter rigor contra quem macular a 'grandeza da profissão'

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 18:15 - em: Principal


História do 'bruxo' que fez ritual contra Temer divulgada pelo site do jornal Extra

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 17:30 - em: Principal

Um ritual místico pelo afastamento de Michel Temer  publicado no dia 6 de março pelo jovem "bruxo" e tarólogo Eric Satine em seu perfil no Facebook e em um grupo de ciências ocultas previa o início da "ruína" entre 70 e 72 dias viralizou na internet depois que a delação de Joesley Batista contra Temer foi revelada ontem pelo O Globo, 72 dias depois da previsão. Eric disse que se inspirou em suas "irmãs americanas que fizeram um ritual contra Trump" e decidiu fazer sua parte "contra o Temer".
 



Alvo da delação da JBS, Aécio Neves deixa presidência nacional do PSDB

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 16:45 - em: Principal

Sob pressão, depois de ser afastado do cargo de senador pelo Supremo, Aécio Neves anunciou há pouco que está se "licenciando' da função de presidente nacional do PSDB. Em consenso das bancadas do partido na Câmara e no Senado, o senador Tasso Jereissati (CE) foi indicado para comandar a sigla.
 
Veja abaixo o comunicado de Aécio enviado de Brasília pelo jornalista Clodoaldo Silva ao Blog:
 
"Comunicado do senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB
 
Em razão das ações promovidas no dia de hoje contra mim e minha família, quero afirmar que, a partir de agora, minha única prioridade será preparar minha defesa e provar o absurdo dessas acusações e o equívoco dessas medidas.
 
Me dedicarei diuturnamente a provar a minha inocência e de meus familiares para resgatar a honra e a dignidade que construí ao longo de meus mais de trinta anos de vida dedicada à política e aos mineiros em especial.
 
O tempo permitirá aos brasileiros conhecer a verdade dos fatos e fazer ao final um julgamento justo.
 
Para isso, decidi licenciar-me hoje da Presidência do PSDB que ocupo há mais quatro anos com extrema honra e dedicação. O Brasil precisa que o PSDB continue a ser o fiador das importantes reformas que vêm mudando o país.
 
Depois de ouvir inúmeros companheiros e seguindo o que determina o nosso Estatuto, estou apresentando à Executiva o nome do senador Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, para assumir nessa interinidade a presidência do partido.
 
Estou seguro de que, sob seu comando, com o apoio de nossos governadores e prefeitos, de nossas bancadas no Senado e na Câmara, dos nossos diretórios estaduais, de nossos líderes municipais e de todos nós, ele fará o partido seguir de forma firme e corajosa sua vitoriosa trajetória.
 
Aguardarei com firmeza e serenidade que as investigações ocorram e estou certo de que, ao final, como deve ocorrer num país onde vigora o Estado de Direito, a verdade prevalecerá e a correção de todos os meus atos e de meus familiares será reconhecida.
 
Senador Aécio Neves
Presidente Nacional do PSDB"



Com divulgação da delação da JBS, bolsas despencaram e dólar disparou hoje

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 16:30 - em: Principal

Por Lydia Medeiros em O Globo:
 
"O mercado financeiro estava morno ontem, com avaliações positivas sobre a aprovação das reformas.
 
Mas, no fechamento, viu-se que a JBS comprou dólares em grandes quantidades.
 
Agora sabe-se a razão."



Michel Temer repete que não autorizou compra do 'silêncio de ninguém' e que não vai renunciar

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 15:30 - em: Principal

"Não renunciarei!" anunciou Michel Temer em curto pronunciamento sobre a denúncia da delação premiada do dono da JBS, Joesley Batista, que, com gravação, o acusa de ter avalisado a "compra do silêncio" de Eduardo Cunha, preso em Curitiba. Temer disse que tentou desde ontem conhecer o conteúdo da delação contra ele, "mas até o presente momento não o consegui".

Afirmou que seu "governo viveu nesta semana seu melhor e seu pior momento" citando o otimismo na economia que melhorava e as reformas que avançavam no Congresso. Disse que a conversa citada por Joesley foi "gravada clandestinamente", e que todo o "imenso esforço de tirar o país de sua maior recessão pode se tornar inútil".

Reafirmou que nunca autorizou que se comprasse o "silêncio de ninguém", até porque, destacou, não tem "nada a esconder". Temer exigiu uma "investigação plena e muito rápida para esclarecimento ao povo brasileiro", salientando que essa situação de "dúvida não pode persistir por muito tempo". Por fim declarou: "Não renunciarei!"

Veja abaixo o vídeo:

 

 




Autor: Mansour Karmoche (*) , 18 Maio 2017 às 14:45 - em: Falando Nisso

Ontem o Brasil parou: a incrível notícia de que o presidente da holding JBS, Joesley Batista, havia entregue ao Ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, denuncia de delação premiada, de livre e espontânea vontade, apresentando gravações comprometedoras envolvendo o presidente da República, Michel Temer, dissolveu o último fio de esperança que a Nação vinha depositando na transição política ora em curso, após o trauma do impeachment.
 
É inacreditável que estejamos presenciando o fechamento de um ciclo histórico da maneira mais lamentável que um dia pudéssemos imaginar. É com tristeza e indignação que assistimos a esses episódios de amoralidade explícita, nos envergonhando perante o mundo. 
 
Nossa única e verdadeira satisfação é de que esses fatos lamentáveis estejam ocorrendo sob a égide do fortalecimento de nossa democracia e da normalidade de funcionamento dos Poderes Republicanos.
 
Infelizmente, chegamos ao ápice da pior crise institucional brasileira, sem saber claramente o que acontecerá nas próximas 48 horas. Mesmo assim, acreditamos que a única saída é aquela oferecida pela Carta Constitucional, lastreada no Estado Democrático de Direito. 
 
Qualquer proposta fora dos ditames constitucionais poderá representar um flerte perigoso com medidas de exceção, abrindo-nos ao risco de um mergulho na direção de aventuras perigosas demais para serem concebidas e imaginadas. 
 
Não podemos nos esquecer que a experiência nacional, diante de quadros como esse, exacerba radicalismos, fomenta desequilíbrios e estimula flertes indeléveis com o autoritarismo. 
 
Não há como negar que o atual Governo esteja contaminado pelo descrédito, pelo opróbrio e pela ausência absoluta de manejo da governabilidade. Caberá à sociedade civil e às suas instituições representativas apontarem caminhos pautados pelo bom senso,  pela serenidade pelo consenso, sempre preservando o direito e as regras supremas da legislação. 
 
A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso do Sul, por meio de sua atual diretoria, comunica que a partir de agora manterá extrema vigilância para dar apoio às verdadeiras aspirações nacionais, jamais descurando de seu papel primordial na defesa intransigente da legalidade e dos verdadeiros interesses nacionais.
 
(*Mansour Elias Karmouche é advogado em Campo Grande e presidente da OAB-MS)



Michel Temer disse a senadores aliados que vê 'conspiração' e afirma que não vai cair

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 14:00 - em: Principal

O relator da Lava Jato no Supremo, Edson Fachin, autorizou hoje a abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer (PMDB) acusado pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, com gravação, de dar aval para "compra do silêncio" do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em Curitiba. Pela manhã, Temer disse hoje a senadores que o visitaram ser "vítima de uma conspiração" e sentenciou: "Não vou cair!". Conforme o noticiário nacional, o presidente disse achar estranho que os fatos tenham sido divulgados no momento em que a economia voltou a crescer e as reformas avançam no Congresso.
 
P.S.: Vale frisar que (se ainda estiver na Presidência) virar réu nesse inquérito, Michel Temer será afastado do cargo pelo Supremo.



Ciro durante coletiva à imprensa hoje no PDT-MS ao lado de lideranças regionais do partido

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 13:00 - em: Principal

O presidenciável Ciro Gomes afirmou hoje em ato na sede do PDT-MS, em Campo Grande, que a permanência de Michel Temer no Planalto ficou "insustentável" depois da delação premiada do dono da JBS, Joesley Batista. Defendeu que o presidente renuncie ou seja afastado e que sejam convocadas eleições indiretas pelo Congresso, conforme prevê a Constituição, por meio de um "grande pacto eleger um brasileiro acima de qualquer suspeita" que tenha como principal missão "guiar o País para as eleições gerais de 2018". Veja abaixo as declarações de Ciro em vídeo postado no perfil do deputado federal e presidente do PDT-MS Dagoberto Nogueira no Facebook:




Convocação para o ato postada na noite anterior por Walkes Vargas no Facebook

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 12:30 - em: Principal

Já tem protesto intitulado "Fora Temer #DiretasJá" programado no Facebook para às 17h30 de hoje na Praça Ary Coelho em Campo Grande. Até o início desta tarde, pouco mais de 100 internautas haviam confirmado presença (veja aqui). A convocação foi postada pelo psicólogo Walkes Vargas, militante petista, na noite anterior, depois da repercussão da delação do dono da JBS Joesley Batista com gravação em que o presidente Michel Temer autoriza a compra do silêncio de Eduardo Cunha.