Campo Grande, Segunda-Feira , 11 de Dezembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br


Uso de diclofenaco e ibuprofeno aumenta risco de parada cardíaca, diz pesquisa

Ilustração Uso de diclofenaco e ibuprofeno aumenta risco de parada cardíaca, diz pesquisa

Postado por Marco Eusébio , 20 Março 2017 às 14:30 - em: Principal

O uso de alguns tipos de anti-inflamatórios não-esteroides (AINEs) como diclofenaco, naproxeno, ibuprofeno, rofecoxib (retirado de circulação desde 2004), celecoxib e outros pode ser prejudicial ao coração. É o que revela pesquisa recém publicada pela revista científica European Heart Journal comandada pelo Hospital Universitário Gentofte, de Copenhague, na Dinamarca. O estudo feito de 2001 e 2010 com 28.947 pessoas que sofreram parada cardíaca fora de hospitais constataram que 3.376 (12%) usaram algum tipo de anti-inflamatório 30 dias de o problema acontecer. Entre elas, 51% delas consumiram ibuprofeno e 21,8% dicoflenaco – os dois anti-infamatórios não-esteroides mais consumidos na Dinamarca. O estudo apontou o risco de parada cardíaca com o uso do ibuprofeno aumenta em mais de 30% e o uso do diclofenaco pode aumentar a incidência em 50%. A pesquisa constatou ainda que os AINEs estão entre os medicamentos mais utilizados no mundo. No Brasil, o uso indiscriminado de anti-inflamatório sem receita é recorrente. O livro "Tarja Preta – Os segredos que os médicos não contam sobre os remédios que você toma", de Marcia Kedouk, diz que o dioclofenaco está entre os 10 medicamentos mais vendidos no País. (Com site Exame)
 



Deixe seu comentário