Campo Grande, Segunda-Feira , 22 de Maio - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

OAB-MS decide 'cortar a própria carne' em casos de advogados envolvidos em ilícitos

Gerson Walber/OAB-MS OAB-MS decide 'cortar a própria carne' em casos de advogados envolvidos em ilícitos
Gervásio, Mansour e Silmara: ordem é manter rigor contra quem macular a 'grandeza da profissão'

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 18:14 - em: Principal

Diante de casos envolvendo advogados em diversos ilícitos como pedofilia, tráfico infantil, tráfico de drogas, uso de entorpecentes, embriaguez ao volante, escândalos de corrupção etc., a ordem da OAB em Mato Grosso do Sul é "cortar na própria carne". Em reunião na tarde de hoje do presidente da Seccional estadual da Ordem, Mansour Karmouche, do vice Gervásio Alves e da presidente da Comissão de Defesa e Assistência das Prerrogativas dos Advogados, Silmara Gonçalves, ficou decidido que a atual gestão vai continuar a agir com o rigor legal contra atos impróprios de advogados que maculam a "grandeza da profissão". "Por isso, todos os casos conhecidos pela imprensa, oficiados por autoridades ou vítimas, são, e continuarão sendo, objeto de instauração de processos disciplinares para apuração rigorosa, respeitado os princípios do contraditório e da ampla defesa" diz em nota a OAB-MS.




Deixe seu comentário